Ensino personalizado poderá ajudar na retomada das aulas

13 de julho de 2020

Para apoiar educadores no retorno às aulas, a plataforma Escolas Conectadas está oferecendo o curso online e gratuito de personalização do ensino. Confira!


A pandemia da Covid-19 impôs uma realidade inédita na educação de todo o mundo: escolas de 188 países fecharam as portas, afetando mais de 1,5 bilhão de estudantes, segundo dados da Unesco. As consequências negativas dessa paralisação forçada só serão enxergadas a longo prazo.

No Brasil, o retorno das aulas presenciais ainda não tem data para acontecer. Recentemente, o Ministério da Educação anunciou diretrizes que devem ser seguidas pelas escolas na retomada. Entre elas estão o uso de máscaras, distanciamento social, medição de temperatura em áreas comuns e afastamento de profissionais que fazem parte de grupos de risco.

Mas seguir protocolos de segurança não será suficiente para minimizar os impactos negativos que podem surgir, como déficit de aprendizagem e comprometimento da saúde emocional de estudantes e educadores. Será preciso repensar toda a forma como a escola se relaciona com seu público, o que pode significar um sistema ainda mais voltado à educação do século XXI

Alguns especialistas já apontam que o ensino personalizado será uma medida fundamental para evitar o aprofundamento das desigualdades educacionais no pós-pandemia,

O ensino personalizado contempla uma série de estratégias pedagógicas que promovem o desenvolvimento dos estudantes de maneira individualizada, respeitando as limitações e os talentos de cada um. Ele leva em consideração os diferentes ritmos e formas de aprender e a diversidade de conhecimentos prévios, competências e interesses.

“Diante de um futuro no qual a convergência de 5G, inteligência artificial, realidade aumentada e virtual digitaliza, desmaterializa e democratiza a educação, em breve poderemos oferecer o mesmo nível de ensino personalizado a cada aluno, independentemente do status socioeconômico. Da mesma maneira que o Google democratizou o acesso à informação e o YouTube, o acesso ao entretenimento”, escreveu recentemente em seu site pessoal, Peter Diamandis, fundador e reitor da Singularity University, instituição do Vale do Silício mantida em parceria com NASA e Google e que se especializa em acelerar a inovação no mundo.

 

Preenchendo de significado

Há algum tempo, o ensino personalizado é visto como uma alternativa importante para elevar a qualidade da educação. Uma pesquisa da Fundação Catar de 2018 apontou que em 2030 a educação na maior parte do mundo será personalizada e híbrida, com conteúdos online ocupando a maior parte de grade curricular.

A abordagem educativa dá centralidade ao estudante e, com a ajuda da tecnologia, traça um caminho customizado a ser percorrido por ele de acordo com suas necessidades, interesses e dificuldades. O professor, por sua vez, consegue identificar mais facilmente os déficits de seus estudantes e atuar pontualmente em cada caso.

No Brasil, o ensino personalizado poderá ter um impacto ainda maior na elevação da qualidade educacional, tamanha a diversidade de interesses e necessidades de aprendizagem dos estudantes, inclusive daqueles que estudam em uma mesma sala de aula.

A plataforma Escolas Conectadas faz parte do Profuturo, programa global da Fundação Telefônica Vivo e da Fundação Bancária “la Caixa”, e tem como principal compromisso propagar a inovação educativa e as competências do século XXI através da formação continuada dos professores.

 

Como começar? 

Considerando que cada estudante é único e pode traçar seu caminho em direção a uma melhor aprendizagem, a plataforma de cursos online e gratuitos Escolas Conectadas, que oferece conteúdos e metodologias de ensino inovadores e com certificação, está lançando uma nova turma da formação Inova Escola – Personalização.

Destinado a educadores e gestores e alinhado às competências gerais da BNCC, os participantes do curso constroem conhecimentos que ajudam na personalização do ensino com abordagens inovadoras que envolvem atividades práticas, reflexões, estudos de casos e o desenvolvimento de projetos de aprendizagem.

A formação está prevista para começar dia 3 de agosto e poderá ser um importante apoio para educadores na volta às aulas do pós-pandemia. Acesse o site do Escolas Conectadas e se inscreva gratuitamente!

A pandemia causada pela Covid-19 impactou toda a sociedade e trouxe muitos desafios para áreas essenciais do país. Diante deste cenário, estamos realizando diversas ações humanitárias em prol da área da saúde e no combate à fome, além de iniciativas de educação e voluntariado digital. Conheça todas as ações!



Deixe uma resposta aqui