Como o projeto de vida pode potencializar o empreendedorismo social?

25 de setembro de 2020

Reunimos dicas, conteúdos e ferramentas indicadas por empreendedores para orientar os primeiros passos de uma jornada de sucesso. Confira!


Empreendedorismo e Projeto de Vida: como seguir com a minha missão no mundo? Essa foi a pergunta levantada pelo terceiro encontro da série Conversas que Aproximam, promovida pela Fundação Telefônica Vivo para ampliar o debate sobre assuntos da atualidade nas áreas da educação e do empreendedorismo social.

O bate-papo contou com a mediação do urbanista e empreendedor social Edgard Gouveia, além dos convidados Hanna Danza, doutora em psicologia e consultora em temas como projeto de vida e habilidades socioemocionais;  Adriana Barbosa, fundadora da Feira Preta; e Diogo Bezerra, empreendedor social integrante da Rede Pense Grande e cofundador das iniciativas PLT4Way e Mais1Code.

Foram abordadas a importância do autoconhecimento e do autocuidado, os desafios do empreendedorismo social, sobretudo nos tempos de pandemia, e também dicas relevantes para apoiar e traçar a construção de um projeto de vida, componente que faz parte das diretrizes curriculares trazidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Veja abaixo algumas dicas e referências levantadas neste encontro!

 

Projeto de vida e autoconhecimento para estudantes e empreendedores

Com as novas diretrizes estabelecidas pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e pelo Novo Ensino Médio temas como empreendedorismo e projeto de vida passam a ser considerados aprendizados essenciais e devem ser desenvolvidos ao longo das etapas da Educação Básica. Isso porque trabalham competências e habilidades muito relevantes para os desafios do século XXI.

O projeto de vida tem como principal contribuição estimular os estudantes a refletirem sobre si mesmos e a relação deles com o mundo. Dessa forma, ajuda a embasar e a dar sentido ao futuro dos jovens. O empreendedorismo e o processo de autoconhecimento são ferramentas importantes para trabalhar conceitos como missão, vocação, profissão e paixão. Nesse sentido, a metodologia Pense Grande pode ser uma aliada trazendo elementos como o ikigai, que auxilia na reflexão entre o ser e o fazer.

 

Habilidades socioemocionais e o autocuidado

As habilidades socioemocionais também fazem parte do escopo estabelecido pela BNCC. Aprender a lidar com as emoções por meio da convivência e se comunicar de forma assertiva na tomada de decisões fazem a diferença na vivência social de qualquer pessoa.

Conhecidas como soft skills, englobam o desenvolvimento de características fundamentais como empatia, persuasão, flexibilidade, liderança e trabalho em equipe. Desenvolver a inteligência emocional significa ter profundo conhecimento sobre as próprias potencialidades e os pontos que podem ser aprimorados.

O autocuidado e a busca por manter a saúde mental são essenciais para manter o equilíbrio, o que envolve encontrar um tempo para se cuidar, relaxar e dedicar esforços de acordo com suas próprias necessidades.

 

A força do coletivo contra os desafios da pandemia

A pandemia mudou o funcionamento de 5,3 milhões de pequenas empresas no Brasil. Quase 60% das empresas interromperam suas atividades temporariamente, enquanto outra parcela significativa teve de adaptar o modelo de negócio.

O Instituto Quintessa, que faz aceleração de startups sociais, realizou uma pesquisa recente para entender as dores e os desafios dos empreendedores de negócios de impacto no contexto de crise. Foram apontadas duas necessidades principais: necessidade de mentoria na tomada de decisões (citada por 78,6%) e acesso a crédito e investimento (listada por 46,4% dos entrevistados).

Diante de tais demandas e num contexto de restrições devido à pandemia, diversos   empreendedores sociais transformaram seus negócios durante a quarentena, encontrando soluções ao se apoiar na força do coletivo. Do uso de crowdfunding aos fundos emergenciais sociais, até a promoção de novas iniciativas por meio da articulação com outros empreendimentos.

 

Indicações bibliográficas e formação em empreendedorismo social

Entender qual área do empreendedorismo social mais combina com seu projeto de vida pode ajudar a nortear escolhas, tanto para estudantes quanto para professores. Seja para começar uma jornada empreendedora ou para estruturar planos futuros, é importante saber construir um projeto de vida alinhado com seus interesses e expectativas. Por isso reunimos algumas indicações bibliográficas sobre o tema, com ajuda dos convidados da live. Além disso, você pode começar agora uma formação gratuita em empreendedorismo social baixando o aplicativo Pense Grande Digital:

O Que o Jovem Quer da Vida?: Como pais e professores podem orientar e motivar os adolescentes. O livro de William Damon, pesquisador da Universidade de Stanford, dá insumos práticos, explica o projeto de vida e analisa por que tantos jovens não conseguem se dedicar a algo que traga realizações para si e para o coletivo.

Felicidade Construída. O professor da London School of Economics Paul Dolan aborda sobre como combinar prazer e propósito baseado em Ciências Comportamentais. Defendem que uma vida só hedônica não se sustenta, assim como uma vida só feita de desafios certamente também não traz felicidade.

Conservação e Mudança dos Projetos de Vida de Jovens: um estudo longitudinal sobre Educação em Valores. A tese da professora Hanna Cebel Danza traz no capítulo 3 uma discussão sobre a criação de um programa de projeto de vida e pode ajudar educadores a pensarem abordagens e caminhos junto a seus alunos.

Formação gratuita em empreendedorismo social com o Pense Grande Digital. Com uma proposta gamificada e lúdica, a formação disponibilizada pelo aplicativo Pense Grande Digital, da Fundação Telefônica Vivo, é voltada ao público jovem, a partir dos 15 anos de idade. Tem como objetivo apoiá-los na construção de um projeto de vida e na ampliação do repertório no empreendedorismo social. Para acessar a formação online, basta fazer o download gratuito do aplicativo no smartphone, se cadastrar e iniciar as atividades. Os jovens ainda interagem com outros participantes com competências diferentes e complementares às suas, mas com o mesmo desejo de mudar a realidade ao seu redor. Baixe grátis o aplicativo do Pense Grande Digital, disponível em Android ou IOS e faça parte desta jornada empreendedora!



Deixe uma resposta aqui