Saltar para o menu de navegação
Saltar para o menu de acessibilidade
Saltar para os conteúdos
Saltar para o rodapé
Apostamos na força transformadora da educação, conectando pessoas ao conhecimento.

A formação disponível gratuitamente na plataforma Escolas Conectadas incentiva estudantes e educadores a encontrarem soluções coletivas e criativas através da produção autoral de um jogo eletrônico. Saiba mais!

#Cursos#Escolasconectadas

Qual é a diferença entre um programador e uma máquina? A tecnologia é capaz de repetir códigos perfeitamente, mas a mente humana é a protagonista por trás de análises sociais e da criatividade para resolver problemas. Essas soluções estão refletidas nos mais diversos sistemas e aplicativos que utilizamos diariamente. E aprender ou ensinar a programar é fazer parte dessa transformação.

“No século XXI é absolutamente fundamental que todos os estudantes saibam o que é um algoritmo, como um aplicativo funciona, como esses sistemas coletam dados. Essas tecnologias estão mudando a sociedade, a indústria e a democracia e, consequentemente,  a vida desses estudantes”, afirmou Hadi Partovi, idealizador do movimento Hora do Código e presidente da organização sem fins lucrativos Code.org, durante o evento global de educação enlightED 2020.

Independentemente das carreiras que escolherem no futuro, ao aprender programação nas escolas, os estudantes estarão também trabalhando outras habilidades como: colaboração, comunicação, resolução de problemas, raciocínio lógico e criatividade. No entanto, para ensiná-los, os educadores também precisam contar com recursos formativos que auxiliem nessa caminhada.

O ‘pulo do gato’ é botar a mão na massa 

Para trabalhar as competências do século XXI, tanto com os estudantes quanto os educadores, o novo curso “O pulo do gato: criando e animações com Scratch” foi desenhado para utilizar uma das linguagens de programação mais populares do mundo para incentivar a mão na massa, o trabalho colaborativo e a construção de jogos, animações e outros recursos autorais digitais.

O curso está disponível na plataforma Escolas Conectadas, iniciativa que faz parte do programa global ProFuturo, criado pela Fundação Telefônica e pela Fundação Bancária “la Caixa”. O objetivo principal é propagar a inovação educativa através da formação gratuita e continuada de professores.

A trajetória formativa começa com um convite para analisar a diversidade de recursos digitais desenvolvidos especialmente para os processos de ensino-aprendizagem. Entre eles estão os jogos eletrônicos, plataformas digitais, aplicativos e softwares educacionais. É através dessa análise que as práticas pedagógicas se voltam para a imersão nessa cultura digital, sempre levando em consideração o bem-estar e os valores éticos humanos.

Em um segundo momento, o foco é usar os blocos típicos do Scratch para experimentar, investigar e resolver problemas criando um modelo de jogo próprio. Aqui, a criatividade  é a palavra-chave. Os educadores terão acesso a todos os recursos e bases necessárias para repensar a partir de referências já existentes. Os próximos módulos partirão dessa primeira experiência para dar início ao roteiro do jogo.

A ideia é que ele possa ser usado de maneira interdisciplinar e tenha proposta educativa. Os educadores terão acesso à uma trilha de vídeos com passo a passo e principais comandos do Scratch. Para finalizá-lo, os cursistas também poderão contar com a interação com outros educadores, que compartilharão os jogos para incentivar a troca de conhecimento e construção coletiva do aprendizado.

Curso traz programação como forma de trabalhar a criatividade e produção autoral
Curso traz programação como forma de trabalhar a criatividade e produção autoral