Desafio 10×10: gincana virtual mobiliza pessoas para combater a fome no Brasil

28 de julho de 2020

A iniciativa, que contou com o apoio de jovens, artistas e organizações de todo o país, tem o objetivo de arrecadar doações para milhares de família que sofrem com a fome no país por conta do coronavírus.


A crise causada pelo coronavírus poderá levar 49 milhões de pessoas para a extrema pobreza e a insegurança alimentar. O alerta foi publicado em junho pela ONU, decorrente do informe sobre o impacto da COVID-19 em Alimentos, Segurança e Nutrição.

Segundo relatório da ONG Oxfam, o Brasil é o epicentro emergente de fome extrema. “Estamos experimentando níveis de fome que vêm crescendo rapidamente à medida que milhões de pessoas que estavam conseguindo se alimentar razoavelmente são empurradas para uma situação de fome pela pandemia”, revela o documento. Até 2020, 14,7 milhões de brasileiros podem estar vivendo na extrema pobreza.

Alarmado com esses dados, Edgard Gouveia, urbanista e especialista em jogos cooperativos transformadores, idealizou o Desafio 10X10. Trata-se de uma gincana nacional para mobilizar 10 milhões de jovens em uma arrecadação de doações, capaz de alimentar 10 milhões de famílias impactadas pela pandemia.

Segundo Edgard, a ideia de criar uma grande gincana virtual foi para incentivar “a criatividade e a alegria de viver do brasileiro”. “Acredito que as pessoas foram feitas para brilhar e nós não estamos brilhando. Se a gente joga alegre, a gente joga bem”, diz o idealizador.

O projeto conta com a parceria e o apoio de diversas entidades, entre elas a Gerando Falcões, Central Única das Favelas (CUFA) e Childfund.

Como funciona o Desafio

O Desafio 10X10 começou em junho com a chamada Onda Jovem. Momento em que os jovens da Geração Z – grupo considerado mais ativo nas redes sociais e capaz de incentivar a sociedade – foram chamados a participar.

Para estimular essa geração, influenciadores de diversas áreas foram convocados para aderirem a causa e mobilizarem seus seguidores.

A proposta era doar e trazer pelo menos 10 pessoas para o seu time. Cada uma dessas pessoas deveria fazer o mesmo. Assim, desafiando a sua base (seguidores, amigos, familiares) para disputar quem arrecadava mais doações, todos saíram ganhando.

O Desafio incentivou uma “batalha de tribos” em que era possível doar dentro do assunto com o quais a pessoa mais se identificava: Games, Arte e Música, Esportes, Tecnologia, Sabores, Festa, Paz-Espiritualidade e Fé, Saber, Diversidade e Natureza.

Artistas, influenciadores, esportistas, gamers, além de universidades e empresas participaram da competição e o resultado, em tempo real, foi exibido na plataforma.

 

Mobilização e engajamento

Luiz Carlos Faray, executivo do ramo das telecomunicações, foi um dos participantes que se engajaram no Desafio. “A primeira coisa que eu fiz foi conectar muitas pessoas e chamar amigos. Cada reunião de negócios que eu fazia, nos últimos 5 minutos eu falava do Desafio 10×10”.

Ele chamou o filho, Pedro de 8 anos, que é gamer, para participar e juntos arrecadaram cerca de R$ 2.000,00 em doações. “Nosso objetivo foi ajudar e, ao mesmo tempo, ensinar ao Pedro que ele precisa pensar no próximo. Ele fica tão feliz quando percebe que está conseguindo impactar uma pessoa, muito mais do que se ele estivesse ganhando um presente”, conta Luiz.

Lourdes Marques, educadora e empreendedora social, foi umas das pessoas mobilizadas pelo executivo e relacionou a gincana com as atividades pedagógicas da escola. “Quando os alunos aprendem sobre a fome no Brasil, por exemplo, elas passam a entender a necessidade da solidariedade. Antes de começar o jogo é muito importante a conscientização”.  Lourdes fez videochamadas com estudantes, e engajou a rede. Ela conta que foi muito positivo e que vários alunos doaram.

“O que é mais legal é que o mercado local é incentivado porque nós não vamos entregar uma cesta básica, mas um cartão vale-alimentação. Isso valoriza o pequeno comerciante”, ressalta.

 

Resultados e novos desafios

Após um mês, foram arrecadados R$ 261 mil. O time de Inovação e Tecnologia foi o primeiro no ranking de arrecadações, com R$ 140.991 doados e Murilo Gun foi um dos influenciadores de destaque. Ele é professor de criatividade e fundador da Keep Learning School. Ao saber do Desafio, passou a ministrar o seu curso “Reaprendizagem Criativa” de forma gratuita. Pediu, no entanto, que em troca os alunos doassem para o Desafio e o pedido deu resultados.

Todo o valor arrecadado será gerido pela Doare, plataforma especializada em arrecadação de doações online, e distribuído em um vale-alimentação para as famílias mais necessitadas. Os responsáveis por esta distribuição serão a CUFA, Gerando Falcões, Childfund e o Centro de Excelência contra a Fome do Programa Mundial de Alimentos (WFP).

O valor ainda está longe de ser aquilo o que o idealizador Edgard tinha planejado e a ideia é dar continuidade ao projeto. “A gente pediu para todo mundo mobilizar 10 milhões de jovens! Mas gincana é missão impossível para vermos até onde dá! Empresas e artistas querem estar perto da gente para continuar”, afirma.

A pandemia causada pela Covid-19 impactou toda a sociedade e trouxe muitos desafios para áreas essenciais do país. Diante deste cenário, a Fundação Telefônica vivo está realizando diversas ações humanitárias em prol da área da saúde e no combate à fome, além de iniciativas de educação e voluntariado digital. Conheça todas as ações!



2 comentários sobre “Desafio 10×10: gincana virtual mobiliza pessoas para combater a fome no Brasil”

  1. ADJANETE LOPES DOS SANTOS disse:

    FIQUEI MUITO FELIZ EM CONHECER TANTAS INOVAÇÕES. ME SENTI MUITO ESTIMULADA A FAZER UM PROJETO INOVADOR COM OS MEUS ALUNOS!

    1. Fundação Telefônica Vivo disse:

      Olá, Adjanete

      Agradecemos seu comentário, é muito importante para nós. Continue nos acompanhando e boa sorte com os alunos.

      Abraços!

Deixe uma resposta aqui