Plataforma reúne conteúdos gratuitos para apoiar o ensino durante a pandemia

25 de junho de 2020

Conteúdos alinhados à BNCC, tecnologias que ajudam na transmissão de aulas online, boas práticas e mentoria são alguns dos diferenciais reunidos na ferramenta


Com o fechamento das escolas por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus, um grande desafio se impôs para a comunidade escolar: como garantir aprendizagem fora da escola de forma efetiva e com equidade?

As respostas não são fáceis e ainda estão sendo construídas em conjunto por educadores, pais, alunos e gestores. Para apoiar nessa construção, uma coalização de 20 organizações sociais, entre elas a Fundação Telefônica Vivo, criou a plataforma Aprendendo Sempre.

O ambiente virtual traz indicações de conteúdos pedagógicos alinhados à Base Nacional Comum Curricular (BNCC), além de ferramentas que ajudam na preparação de aulas online e exemplos de boas práticas de educadores que estão tendo sucesso com o ensino a distância.

Há também uma agenda de eventos, cursos, webinários e outras atividades formativas para professores. Uma das funções mais interessantes coloca educadores voluntários em contato com quem precisa tirar dúvidas ou traçar estratégias de aprendizagem. Pela própria plataforma, o profissional interessado consegue requisitar uma mentoria online.

 

Compromisso com a educação

Além de integrar a coalização, a Fundação Telefônica Vivo tem buscado caminhos variados para minimizar os efeitos do isolamento social na educação brasileira. Nas plataformas digitais gratuitas Escolas Conectadas, e Escola Digital, os educadores encontram, respectivamente, cursos formativos de variados temas e mais de 30 mil recursos digitais para professores e alunos.

A iniciativa Escolas Conectadas faz parte do ProFuturo, programa global da Fundação Telefônica Vivo e da Fundação Bancária “la Caixa”, que tem como principal compromisso propagar a inovação educativa e as competências do século XXI através da formação continuada dos professores.

No site, alguns conteúdos foram preparados para auxiliar na transposição de aulas para o universo online. Há dicas de como construir um bom planejamento de aulas e uma reportagem de inspiração com países que trazem boas práticas de ensino a distância.

Nesta reportagem, a comunidade escolar descobre como aproveitar uma das datas mais esperadas do ano, a Festa Junina, mesmo em contexto de isolamento social, reforçando ainda para estimulo ao protagonismo dos estudantes.

Também foi preparado um guia especial para combater o preconceito e as fake news sobre o coronavírus. E por falar em guia, o Meu Nome é Coronavírus foi criado especialmente para crianças, com ilustrações e elementos lúdicos que ajudam a explicar a Covid-19 de forma divertida. Faça o download gratuitamente aqui.

Televisão como aliada

Garantir que nenhuma criança tenha a aprendizagem comprometida é um dos maiores desafios diante da suspensão das aulas presenciais. Diante disso, o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), em parceria com diversas organizações da sociedade civil, estão apoiando Estados e Municípios no oferecimento de conteúdos educativos veiculados nas redes abertas de televisão.

Como estratégia complementar de ensino remoto, o intuito é aproveitar a televisão, como um meio democrático de comunicação, para que as Secretarias de Educação possam transmitir gratuitamente uma grade personalizada de programas aos estudantes. Para saber mais, acesse o site da iniciativa Vamos Aprender.



Deixe uma resposta aqui