Desafio Inova Escola

O Desafio Inova Escola incentivou a cultura de inovação e o desenvolvimento das habilidades do século XXI no ambiente escolar.

O ProFuturo, programa de educação global da Fundação Telefônica e da Fundação “la Caixa”, promove, entre suas estratégias, a formação continuada e o empoderamento de educadores, pautados pela intensa troca de experiências e conhecimento.

Nesse sentido, foi criado o Desafio Inova Escola, iniciativa que teve como objetivo fomentar processos inovadores no ambiente escolar que favorecessem a construção de uma cultura de inovação na escola e o desenvolvimento das habilidades do século XXI nos estudantes.

Na edição do Desafio Inova Escola em 2019, educadores das redes de ensino público e privado de todo país, foram convidados a identificar uma oportunidade ou necessidade para a transformação de suas escolas e traçar soluções para esses desafios. Não era necessário ter experiência ou um plano de educação já implementado, o intuito era construir coletivamente.

Uma Trilha Formativa on-line e colaborativa serviu de guia para o desenvolvimento de um projeto de inovação. Essa etapa funcionou como uma formação gratuita, além de garantir o amadurecimento do plano a ser implementado.

Números do Desafio Inova Escola

● A Trilha Formativa teve a participação de 1.200 equipes de educadores, que envolveram 4.400 profissionais.
● 1.180 escolas participantes, com a representação de todos os estados brasileiros mais o Distrito Federal
● 763 municípios, sendo 90% do total de inscrições de escolas públicas, resultando em 335 Planos de Inovação criados.
● 25 equipes escolhidas como Destaques Regionais

Na última fase do Desafio, cinco projetos, um de cada região do Brasil, foram reconhecidos por votação popular, pelo potencial de engajamento. Os cinco Destaques Nacionais foram selecionados por uma comissão avaliadora e receberam prêmios que incluíram apoio financeiro no valor de R$10 mil e assessoria técnica para apoiar e fortalecer a implementação dos Planos de Inovação, respeitando a autoria e o protagonismo de cada equipe.

Destaques Nacionais

Assessorias remotas

Na concepção inicial do projeto, foi previsto que as formações aconteceriam em um modelo híbrido, mesclando ações virtuais com presenciais, como as visitas técnicas às escolas. No entanto, a pandemia de coronavírus trouxe a necessidade de adaptação no cronograma de atividades para um modelo 100% remoto.

A partir de março de 2020, as equipes escolares foram assessoradas a distância pela coordenação do CENPEC Educação, parceiro técnico e executor do Desafio Inova Escola, por meio de métodos digitais em um formato on-line. Inicialmente, o planejamento era acompanhar as equipes somente durante o primeiro semestre, mas o período de assessoria foi estendido até o fim do segundo semestre, para apoiar os educadores de forma mais efetiva e ampliar o contato virtual entre as equipes e o corpo técnico do Projeto.

“A situação da pandemia e o isolamento social levaram à construção de saídas criativas para a continuidade das interações e aprendizagens. No Desafio Inova Escola, as equipes selecionadas em 2019 precisaram inovar ainda mais seus Planos. Com o novo cenário, tivemos que nos reinventar aos poucos”, diz Bianca Castiglione, consultora de projetos sociais da Fundação Telefônica Vivo.

Já de forma remota, em abril e maio, foram realizadas as reuniões virtuais da assessoria com as equipes escolares, para fazer a revisão dos Planos de Inovação. Também foi discutida a proposta do grupo de apoio aos Planos de Inovação dentro das escolas, com o objetivo de ampliar a representatividade e dar sustento à proposta.

Para garantir a interação entre as equipes escolares e a assessoria, de forma que facilitasse o acompanhamento e o apoio para as implementações dos Planos, foram adotados diferentes estratégias e canais, como encontros mensais via GoogleMeet, grupos de WhatsApp, para esclarecimento de dúvidas e envio de materiais para obter retornos mais imediatos, e até contatos telefônicos para consultas de rotina e auxílio em questões pontuais. “Criamos uma agenda de trabalho, junto do grupo de apoio em que estabelecemos pontos de chegada, ou seja, metas para cada mês”, diz Patrícia Caldas, assessora da equipe Inova IEMA.

Em junho, as cinco equipes escolares e a coordenação técnica do projeto fizeram um encontro virtual para apresentar as ações desenvolvidas até então. Foram levantados desafios, dificuldades e perspectivas, e compartilhados os aprendizados, experiências e conquistas. O encontro foi encerrado com uma palestra de Marcia Padilha Lotito, especialista em inovação escolar.

“As equipes conseguiram avançar fortalecendo o pensamento inovador dentro de suas instituições, e apesar de todas as dificuldades impostas, algumas delas ainda conseguiram executar ações estruturais para suas escolas e comunidades escolares impactando em diferentes eixos: tempos, currículo, espaços, práticas e relações”, avalia Ana Cecília Chaves Arruda, coordenadora de Projetos do CENPEC Educação.

Os três meses seguintes, julho, agosto e setembro, foram de mãos na massa: as equipes deram continuidade às implementações das ações possíveis dentro do contexto da pandemia e repensaram os planos para 2021. Em outubro e novembro, além da execução e do desenho do novo planejamento das ações, que foram acompanhados de forma on-line pelos assessores, foi realizada uma série de webinários com especialistas, com temas escolhidos pelas equipes para aprofundar questões importantes para a sustentabilidade de seus Planos.

No primeiro trimestre de 2021, como forma de celebração da trajetória e finalização da assessoria, um intercâmbio on-line reuniu educadores das equipes vencedoras e representantes das escolas inovadoras, escolhidas a partir do mapa do Movimento de Inovação na Educação e da rede de escolas apoiadas por programas da Fundação Telefônica Vivo, com o objetivo de promover um espaço de troca de experiências e uma reflexão sobre como inovar na educação.

“O Desafio Inova Escola abraçou a inovação desde sua concepção. Na cocriação, por meio da trilha formativa, e também no formato, ao incentivar a colaboração entre os educadores para buscarem soluções para questões de suas escolas por meio da inovação educativa”, ressaltou Renata Altman, gerente de projetos sociais da Fundação Telefônica Vivo, durante o evento final.

Cerimônia de premiação do Desafio Inova Escola

Cinco projetos foram escolhidos como destaques nacionais, e outros cinco foram reconhecidos por votação popular.

O anúncio foi feito pelo apresentador Marcelo Tas durante a 4ª edição do Fórum Inovação Educativa em 2019, promovido pela Fundação Telefônica Vivo em parceria com o jornal Folha de S.Paulo. Veja abaixo como foi a cerimônia de premiação!

O Desafio Inova Escola contou com a parceria da Representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e do Movimento de Inovação na Educação. A iniciativa também teve a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec Educação).

 
INICIATIVA
UM PROGRAMA DA
COORDENAÇÃO TÉCNICA
APOIO