Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Novo Ensino Médio: primeiro itinerário de formação técnica e profissional em Ciência de Dados. Saiba mais

Selecionamos cinco produções cinematográficas que abordam a Ciência de Dados de forma simples e esclarecedora

#CiênciadeDados#Listas#PenseGrande

Estamos na Era dos Dados. Somos impactados a todo momento por milhares de informações. O que fazemos no mundo digital, atualmente, tem a ver com o uso de dados. Não apenas o preenchimento de informações pessoais em um cadastro, como também o nosso comportamento e interações nas redes sociais.

O conceito de Big Data representa esse volume exponencial de dados gerados constantemente e a demanda pelo armazenamento e gerenciamento dessas informações.

Nesse sentido, a Ciência de Dados surge como um conjunto de ferramentas capazes de explorar e processar informações de forma inteligente. Da mesma forma, gerar evidências para aprimoramento de processos operacionais, identificação de oportunidades e resolução de problemas reais.

Você sabia que o uso de dados pode ser aplicado em diversas áreas da sociedade como Saúde, Esporte, Marketing, Entretenimento e Educação? Entretanto, essa poderosa ferramenta também exige cuidado. Principalmente com informações expostas nas redes sociais e com os dados coletados enquanto se navega na internet.

Por isso, selecionamos cinco filmes que têm tudo a ver com o uso de dados. Vale a pena assisti-los para você refletir sobre o impacto positivo e negativo desse tema em nossa sociedade. Confira!

Uma mente brilhante

O filme de 2002 retrata a história do matemático John Forbes Nash. Só para exemplificar, a Teoria dos Jogos foi uma de suas grandes contribuições acadêmicas. A obra também relata os dramas psiquiátricos que o personagem passou aos 21 anos quando começa a ter sinais de esquizofrenia.

Sua condição psicológica acaba envolvida na descoberta de modelos. Além disso, mostra como é ou pode ser o raciocínio dos cientistas de dados que vivem em busca de padrões em dados complexos.

Assista ao trailer.

O Homem que Mudou o Jogo

A produção estrelada por Brad Pitt foi lançada em 2011. O filme conta a história real de Billy Beane, gerente de um time de baseball. Billy utilizou na década de 1980, em parceria com o economista Peter Brand, um software baseado no Big Data Analytics para definir a escalação do Oakland Athletics.

Eles promoveram mudanças positivas a partir da análise desses dados e aumentaram o desempenho do time. Bem como provaram que além dos treinos é preciso estudar os números e estatísticas para melhores resultados.

Assista ao trailer.

Her

O filme de Spike Jonze aborda a relação entre seres humanos e máquinas, mais especificamente dispositivos com Inteligência Artificial. Entretanto, de forma pouco convencional: Theodore, um escritor solitário vivido pelo ator Joaquin Phoenix, se apaixona pela sua assistente virtual.

Desse modo, um envolvimento afetivo complexo surge das interações diárias com o dispositivo que conhece todas as preferências, costumes e particularidades do personagem. Ainda assim, não cria nenhuma tensão na convivência a dois.

Assista ao trailer.

Minority Report

No thriller de ação de 2002, dirigido por Steven Spielberg, o uso de dados é abordado para prever predisposições ao crime. Desse modo, humanos dotados de habilidades psíquicas fornecem informações à polícia antes mesmo que os crimes sejam cometidos.

Como resultado, os dados gerados pelos chamados “PreCogs” são usados pela unidade policial pré-crime para explorar as nuances do acontecido, a fim de evitá-lo.

Assista ao trailer.

O Círculo

Mae (Emma Watson) é contratada pela Círculo, uma poderosa empresa de Tecnologia que funciona com base em informações disponíveis na internet, desde e-mails pessoais até atividades cotidianas off-line.

Entretanto, o trabalho dos sonhos logo se torna um conflito. Isso porque a protagonista entende que a tecnologia da empresa, inserida e naturalizada no dia-a-dia de milhões de pessoas, é um meio de vigilância dos usuários para monopolizar suas informações pessoais.

Nesse sentido, a obra ficcional aborda uma realidade contemporânea: a perda de privacidade nos ambientes virtuais. De fato, você deve se lembrar de algum termo de uso que aceitou sem ao menos ler.

Assista ao trailer.

5 filmes para refletir sobre o uso de dados
5 filmes para refletir sobre o uso de dados