Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedRelembre aqui o enlightED 2021

Iniciativas de impacto social usam tecnologia para fazer o bem, até pelo celular

Iniciativas de impacto social usam tecnologia para fazer o bem, até pelo celular
Transformar o mundo por meio da empatia e do olhar para o próximo sempre foi uma característica marcante do trabalho voluntário. E hoje a busca de caminhos para melhorar a sociedade conta com o reforço da tecnologia, que dá a oportunidade de fazer o bem mesmo sem sair de casa.
Nesse cenário, pessoas e instituições de diferentes lugares e com desafios cotidianos diversos passaram a usar ferramentas inovadoras para solucionar problemas e criar iniciativas de impacto social.
Entrevistamos os idealizadores de três recursos digitais de voluntariado que são tendências para o futuro. O que eles têm em comum? Uma ideia na cabeça e a vontade de fazer acontecer, usando a internet para inspirar mais e mais pessoas a tornar o mundo um lugar melhor.

Cupong.me
Quem explica
Tiago Sciência, 31 anos, desenvolvedor web e cofundador da plataforma
O Que é?
Ferramenta de doação de notas fiscais a organizações sociais, disponível gratuitamente em Android e IOS.
Como funciona?
Em São Paulo, quando o consumidor coloca seu CPF na Nota Fiscal, ele tem o direito de receber de volta uma porcentagem do ICMS sobre qualquer produto ou serviço contratado. Com o Cupong.me, ele pode optar por doar esses créditos para uma das ONGs cadastradas na plataforma. A ferramenta funciona em São Paulo e agora no Paraná.
Como surgiu?
Acostumado a participar de projetos sociais como voluntário, Tiago, que é formado em Sistemas de Informação, conheceu a ONG Nossa Turma em um desses trabalhos e descobriu que a instituição estava em busca de ajuda para cadastrar cupons fiscais.
“Como sou da área de TI, pensei em criar uma alternativa mais prática para as pessoas que fizessem suas doações. Comecei a pesquisar mais sobre o assunto, chamei um amigo e desenvolvemos uma plataforma de gerenciamento das notas arrecadadas para as ONGs, além de um aplicativo para que os usuários pudessem doar suas notas fiscais por meio de seus smartphones ou de uma página na internet.”
O aplicativo foi lançado em setembro de 2015 e no ano de 2016 ganhou notoriedade após a criação do movimento “Doe um cupom”. Hoje já são 250 ONGS cadastradas e 5 milhões de reais arrecadados.
Voluntariado com tecnologia é
“Chegar em lugares e pessoas que antes não conseguimos atingir, mudar a mentalidade do fazer coletivo e trazer benefícios reais para a sociedade.”

O Polen
Quem explica
Renata Chemin, relações públicas e cofundadora da plataforma 
O Que é?
Plataforma online de doações automáticas para ONGs cadastradas, por meio de compras em lojas online parceiras.
Como funciona?
Após instalar o aplicativo, sempre que entrar nas lojas parceiras e efetuar uma compra online, é possível escolher uma das ONGS cadastradas para doar. A loja parceira dá uma comissão de venda ao O Polen, que é transformada em doação para a ONG escolhida, sem nenhum custo adicional ao cliente. A ferramenta funciona em todo território nacional e internacional e hoje conta com mais de 200 ONGs cadastradas e 250 lojas parceiras.
Como surgiu?
Atriz de formação e empreendedora na área cultural, Renata partiu em busca de novas formas de empreender em 2013. Decidiu se unir a um amigo, desenvolvedor de softwares, que havia feito um curso sobre startups.
“Percebemos um movimento muito grande no mercado brasileiro e mundial em recriar formas de fazer atividades do dia a dia com o uso da tecnologia, mas sentíamos falta de novas maneiras de ajudar pessoas. Foi então que decidimos criar uma startup social.”
Voluntariado com tecnologia é
“Um grande marco no fazer social e potencial de mudar o mundo. A evolução do uso da tecnologia com impacto social no Brasil fortalece a atuação do Terceiro Setor, uma vez que a presença online é fundamental para que as ONGs estabeleçam parcerias e captem recursos para atuar nesse novo mundo digital.”

Hemogram
Quem explica
Marcelo Bellon, assessor de mercado do Instituto das Cidades Inteligentes, desenvolvedor do aplicativo
O que é?
Aplicativo que incentiva a doação de sangue com informações e alertas aos usuários. Disponível gratuitamente para Android.
Como funciona?
O aplicativo faz o compartilhamento dos pedidos de doação via Facebook e envia alertas para notificar sobre a data da próxima doação. Quando o aplicativo é instalado, o usuário informa o tipo sanguíneo e fica sabendo qual banco de sangue necessita de doação. Além do aplicativo, o Instituto de Cidades Inteligentes (ICI) disponibiliza também um painel em plataforma web, que é utilizado pelos hemocentros.
Como surgiu?
A captação de sangue sempre foi uma necessidade constante para Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar), responsável por atender 384 hospitais públicos, privados e filantrópicos de todo o estado. Pensando nisso, o Instituto de Cidades Inteligentes desenvolveu uma ferramenta para ajudar na gestão do hemocentro e incentivar a doação da população local.
“Muitas vezes as pessoas não doam por falta de conhecimento. Então, criamos uma funcionalidade dentro das ferramentas já utilizadas, como smartphones e redes sociais, para facilitar o acesso à informação sobre doações de sangue.”
Voluntariado com tecnologia é
“Como um instituto de tecnologia, acreditamos mais do que ninguém do potencial da inovação para ajudar as pessoas de maneira mais rápida e massificada.”

Aplicativos ajudam voluntários a doar de sangue a crédito de notas fiscais
Aplicativos ajudam voluntários a doar de sangue a crédito de notas fiscais