Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedRelembre aqui o enlightED 2021

Há muitas oportunidades para jovens profissionais que sabem que estudar é o caminho para se diferenciar no setor de Ciência de Dados

#CiênciadeDados#EnsinoMédio#Estudantes

Imagem mostra uma jovem em frente a dois computadores. Ela está digitando e na tela há linguagens de programação.

Quem atua com ciência de dados e com tecnologia sabe que há muitas oportunidades no mercado para se desenvolver. Essas duas áreas são apontadas como um guia de crescimento e de mudança para a sociedade e para a economia. No século XXI, a importância dos dados já é considerada a mesma que o petróleo teve no século passado, segundo uma publicação da revista inglesa The Economist.

O novo ritmo de vida imposto pela pandemia fez as empresas verem a transformação digital com um novo olhar. Entretanto, muitas começaram a usar tecnologias que já existiam e já faziam parte da realidade dos consumidores. Segundo o especialista em Tecnologia e Inovação Arthur Igreja, essas mudanças estavam prestes a acontecer. Para ele, o futuro do trabalho segue a mesma direção, porém de forma mais fluida e ágil.

“As profissões relacionadas ao trabalho com dados não são profissões do futuro, mas do presente. A do cientista de dados pode ser comparada com o chavão de que os dados se tornaram o petróleo das empresas. Com isso, os cientistas de dados são os engenheiros de petróleo, quem sabe fazer as máquinas de extração, as refinarias, a distribuição, armazenamento e os postos de gasolina. São os cientistas de dados que usam e constroem ferramentas que transformam matéria-prima bruta em insights e oportunidades de negócios”, detalha.

Ciência de Dados e oportunidades de atuação 

No primeiro semestre, as ofertas de vagas para cargos na área de inteligência de dados cresceram 485% em comparação ao mesmo período de 2020. É o que aponta uma pesquisa feita pela HR Tech de recrutamento digital Intera. Atualmente, qualquer empresa precisa de profissionais dessa área. Entretanto, não há talentos suficientes com a formação necessária exigida pelo mercado

Nesse sentido, Arthur Igreja diz que quem pensa em realizar cursos relacionados à Ciência de Dados tem grande chance de se dar bem.

“As oportunidades são incríveis. Hoje, o chamariz está consolidado em grandes e médias empresas com salários muito robustos. É natural que ocorra uma abertura de cursos de graduação. Atualmente, já vemos uma oferta de cursos rápidos. Em um segundo momento, temos mais profissionais, uma maior competição. E a grande oportunidade no futuro estará em conseguir atender empresas de porte menor. O uso de dados é importante para quase qualquer negócio”, afirma.

Segundo o especialista, é possível trabalhar com dados em qualquer área, desde que a coleta dos dados possa ser aproveitada para algo. Confira exemplos de segmentos de atuação e como o trabalho com dados pode ser aplicado:

Ensino Médio abrindo portas para o mercado de trabalho 

Gustavo Lacerda é formado em Sistemas de Informação e atua como gerente de Tecnologia em uma empresa de meios de pagamentos. Seus estudos na área começaram ainda no antigo segundo grau. Ele fez o curso técnico em Processamento de Dados na ETEC Prof. Basilides de Godoy.

“Na época, poucas pessoas tinham computador, as empresas estavam começando a trabalhar com isso. A internet ainda estava nascendo. Eu tinha muita curiosidade com esse tema e gostava de coisas eletrônicas, jogos etc. Quando cursei Processamento de Dados, a união do que eu gostava com a oportunidade de carreira fizeram eu aceitar o desafio de entrar nessa profissão”, relata.

Logo que concluiu o curso técnico, ele conquistou uma oportunidade de estágio em uma empresa de processamento de multas de trânsito, e foi efetivado. Trabalhou por seis anos nesse local e começou a crescer profissionalmente. Em paralelo, continuou estudando. Em sua trajetória, ainda atuou em uma empresa varejista de comércio eletrônico e na empresa de processamento de dados do Estado de São Paulo. Até chegar a sua atual posição na companhia de meios de pagamentos.

“Se manter atualizado é um desafio que traz oportunidades em um mercado grande, com tantas necessidades”, afirma.

Ao falar sobre as transformações tecnológicas das empresas no atual período, Gustavo indica alguns caminhos que ele acredita que apontam para o “futuro do trabalho”.

“A computação em nuvem, que já é uma realidade, estará cada vez mais presente nas empresas. Big Data com estruturação e análise de dados é algo que vem crescendo muito. Segurança da Informação também é crucial no momento e a cada dia mais importante. A necessidade de novas tecnologias, ferramentas e soluções de segurança devem crescer muito nos próximos anos”.

 

Como se diferenciar na área de Ciência de Dados 

Para conquistar uma das diversas vagas disponíveis na área de Ciência de Dados não tem segredo. Estudar é preciso. Com a experiência de ter cursado Processamento de Dados ainda na adolescência, Gustavo afirma que os estudos e a atualização constante são fundamentais.

“Também é preciso gostar da área e de viver a tecnologia no dia a dia. As oportunidades existem e as empresas estão esperando por bons e jovens profissionais. Trabalhar com tecnologia é participar de um pedaço dessa grande transformação digital que vivemos”.

Arthur Igreja também acredita que o conhecimento é o caminho para o jovem profissional que quer se diferenciar no mercado com tantas oportunidades.

“A pessoa se diferencia adquirindo mais competências, tendo experiências, práticas e buscando sempre a capacitação. O destaque é usar o estado da arte da tecnologia com projetos interessantes, para mostrar como portfólio e estar em constante atualização”, conclui.

Ciência de Dados no mercado de trabalho: conheça as oportunidades de carreira nessa área!
Ciência de Dados no mercado de trabalho: conheça as oportunidades de carreira nessa área!