Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

Meu nome é Ionice Novaes Martins atuo na e “Escola Estadual Diadema” situada em Diadema, SP a turma que realizei esta atividade foi o 4º ano A , Públicos participantes, alunos, pais e avós.

Quais foram os procedimentos usados para esta atividade: Observação, representação, reflexão, comparação, expressão oral e escrita, leitura, resgate histórico.

Inicie a atividade de pesquisa com uma roda de conversa sobre o tema “trabalho infantil” perguntando a eles o que vocês sabem sobre trabalho infantil? A resposta Foi unanimei.

“È criança que trabalha e não estuda”. então disse a eles que no decorrer das atividades sobre este tema iríamos descobrir varias coisa inclusive isso que me disseram, logo após esta roda de conversa disse a eles que iria distribuir a eles uma pesquisa que deveriam entrevistar os pais e os avós e que o objetivo desta entrevista e saber qual a idade que eles começaram a trabalhar,? E o que acharam de começar a trabalhar nesta idade? E qual a idade eles acham que é correto às crianças e os adolescentes devem trabalhar? Logo após esta breve explanação da atividade com os pais, foi marcado o dia para o retorno da pesquisa. Senti um entusiasmo dos alunos em relação ao tema. Ao receber o resultado das pesquisas quando fui tabular os dados percebi que os pais e os avós tinham começado a trabalhar bem cedo e que deixaram a escola de lado e que concordavam que tinham que trabalhar bem cedo. Foi percebido que os pais não tinham conhecimentos das leis que protege as crianças e os adolescentes (do trabalho infantil) resolvi então montar um gráfico e mostrar para as crianças que seu pais não tinham um bom esclarecimentos sobre as leis. Precisava fazer algo! Para esclarecer aos pais e os alunos Quais leis os protegiam: Lei Federal, ECA e a convenção sobre os direitos das crianças e dos adolescentes. Textos que me subsidiaram para xerocar e entregar aos pais. Também fiz uma leitura compartilhada dos textos citados, com os alunos para que eles juntamente com os pais reflitam a ideia de que todas as crianças e adolescentes devem ter seus direitos respeitados. Para que alcance o pleno desenvolvimento Físico mental e emocional. Abordei pontualmente com os alunos o direito de não trabalhar das crianças, pois isso ira prejudicar sua formação e as afastaria de outros direitos básicos.

Comentário: Através dos gráficos: A atividade me mostrou que ainda há aquela a cultura de conceito da naturalização enraizada nas famílias. Portanto este conteúdo não termina aqui, iniciaremos outras atividades esta só foi o começo. O começo de uma jornada de atividades dentro deste tema “trabalho Infantil”. E fazer as crianças descobrirem as coisas boas do seu tempo.

 

Ao final deste trabalho resolvi digitar um pequeno trecho de um texto de NYE RIBEIRO: NO TEMPO DOS MEUS BISAVÓS, SÂO PAULO> ED DO BRASIL, 2000 P20.

“(….) Tem gente que diz que hoje tudo é melhor e mais moderno. Mas quando os meus bisavós contam as história do seu tempo, Eu fico sem saber se seria melhor ter nascido naquela época ou ter nascido agora.

Acho que cada tempo tem suas coisas Boas e ruins.

O que eu preciso é descobrir as coisas boas do meu tempo!(….)”

 

Desrespeito ao direito das crianças e dos adolescentes. Ionice Novaes Martins atuo na e “Escola Estadual Diadema” situada em Diadema, SP a turma que realizei esta atividade foi o 4º ano A , Pú
Desrespeito ao direito das crianças e dos adolescentes. Ionice Novaes Martins atuo na e “Escola Estadual Diadema” situada em Diadema, SP a turma que realizei esta atividade foi o 4º ano A , Pú