Saltar para o menu de navegação
Saltar para o menu de acessibilidade
Saltar para os conteúdos
Saltar para o rodapé
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

O Projeto Escolas Rurais Conectadas transforma centros educacionais pelo país, uma vez que a carência de infraestrutura demanda projetos sociais inovadores.

A carência de infraestrutura nas escolas rurais abre espaço para projetos sociais inovadores

Projeto Escolas Rurais Conectadas transforma a realidade de centros educacionais nos rincões do país
Conforme dados do Ministério da Educação, metade das escolas do Brasil estão localizadas na esfera rural. Um levantamento feito pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, por meio do Censo Educacional de 2012, mostrou que dentre as 75.687 mil escolas rurais públicas do país, 508 estão em péssima situação.

A carência nesses espaços é uma oportunidade de implantar projetos visando mudanças na realidades dessas comunidades, que têm como vantagem a possibilidade de professores, alunos e pais trabalharem juntos em uma educação mais próxima e comunitária.

Concentradas em áreas indígenas demarcadas, assentamentos e terras quilombolas, essas 508 instituições espalham-se por 11 estados do país: Bahia, Maranhão, Pará, Amapá, Acre, Amazônia, Mato Grosso, Rondônia, Roraima, Piauí, Pernambuco. Há uma ênfase clara nas regiões Norte e Nordeste.
Em comum, essas escolas apresentam uma grande escassez de infraestrutura, cujas carências vão da ausência de bibliotecas, aparelhos de TV e computadores, até a falta de energia elétrica e água filtrada.

Utilizando como parâmetro os resultados obtidos no Ideb e a estrutura das escolas, o estudo apontou os maiores problemas enfrentados por elas e o impacto dessas insuficiências na educação das crianças e adolescentes.

Isso se reflete no alto índice de repetência no ensino fundamental (40% dos estudantes), e na alta evasão escolar (cerca de 23% dos alunos), além da desmotivação crescente dos professores e funcionários.
A Fundação Telefônica Vivo busca transformar essa realidade por meio de programas sociais como o Escolas Rurais Conectadas. O projeto consiste em uma plataforma digital de ensino à distância, que promove formação contínua para professores que atuam na área rural com foco na didática e no envolvimento da realidade campestre na aprendizagem.

Além disso, outros programas da Fundação auxiliaram algumas escolas rurais no ano de 2014, com a doação de notebooks – promovida durante a Semana do Voluntariado Digital – e a reforma de uma escola no Dia dos Voluntários Telefônica.

O post Educação rural: carência de infraestrutura nas escolas abre espaço para projetos sociais inovadores apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.

Educação rural: carência de infraestrutura nas escolas abre espaço para projetos sociais inovadores
Educação rural: carência de infraestrutura nas escolas abre espaço para projetos sociais inovadores