Saltar para o menu de navegação
Saltar para o menu de acessibilidade
Saltar para os conteúdos
Saltar para o rodapé
Apostamos na força transformadora da educação, conectando pessoas ao conhecimento.

O parceiro-executor do Aula Digital do município realizou três webinários com objetivo de enfrentar o desafio de levar a inovação para o contexto escolar

#AulaDigital#Educadores#TecnologiasDigitais

A imagem mostra uma senhora sentanda em um sofá com um cachorro no colo olhando para a tela de um tablet.

Professores e professoras do Brasil têm buscado, cada vez mais, a formação tecnológica para aprimorar a sua prática pedagógica na modalidade remota. Buscando dar esse apoio aos educadores, foi desenvolvida a ação formativa Inov(ação): construindo saberes aos educadores de Viamão (RS) por meio do projeto Aula Digital, mantido em parceria entre a Fundação Telefônica Vivo e a Secretaria Municipal de Educação desde 2018.

O projeto Aula Digital faz parte do ProFuturo, o principal programa de educação global da Fundação Telefônica criado junto com a Fundação “la Caixa”, com a missão de reduzir a desigualdade educacional no mundo por meio de um ensino digital e qualidade. Em Viamão (RS), o projeto é executado pelo parceiro HardFun.

Todos os professores da rede de ensino do município gaúcho da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e do EJA (Educação de Jovens e Adultos), foram convidados a participar das atividades para vislumbrar novas possibilidades do uso da tecnologia nos processos educacionais. Os encontros foram mediados por especialistas das áreas e aconteceram entre setembro e outubro deste ano. Também foram convidados educadores para compartilharem boas práticas com os participantes.

No primeiro webinário, que tinha como tema Inovação Educativa, o grupo refletiu sobre práticas pedagógicas inovadoras, a partir dos conceitos de inovação. Ariane de Menezes Vieira, professora da disciplina de ciências da EMEF São Tomé, compartilhou sua experiência de inovação no ensino on-line. Por meio de um canal criado no YouTube, a professora grava e edita vídeos para apresentar os conteúdos aos estudantes de maneira interativa e dinâmica.

A ideia do canal, e o uso de outras ferramentas tecnológicas como os formulários Google e WhatsApp, surgiu para engajar mais os estudantes. “Eu passei a ver alunos pararem de entregar tarefas e fui atrás para saber o que estava acontecendo. Muitos desmotivaram ou estavam passando por problemas em casa como o pai ter perdido o emprego e estar sem acesso à internet”, comenta Ariane.

No segundo encontro, sobre Aprendizagem Mediada por Tecnologia, foram apresentados diferentes recursos digitais para potencializar a prática docente e promover aprendizagens significativas na educação. Vanderléia de Souza, professora da EMEF Apolinário Alves dos Santos, contou sua experiência de uso de ferramentas digitais durante o contexto da pandemia. Ela desenvolveu um site com dicas e orientações para seus alunos.

“Quando o ensino remoto começou eu procurei usar a tecnologia de forma bastante interativa. Criei site e até canal do YouTube. Como sou envergonhada, fiz um avatar e os alunos amaram. Acharam bem divertido”, conta Vanderléia.

A professora foi testando as melhores práticas para descobrir o que funcionava para os estudantes. “Alguns têm dificuldade em abrir fotos pesadas ou ver os vídeos. Mas a gente vai se adaptando as necessidades que eles têm: envia por WhatsApp, grupo de Facebook, posta no Instagram, etc.”, afirma.

Já o webinário Gestão de Dados propôs uma reflexão e discussão sobre o gerenciamento de dados para vislumbrar novas possibilidades de práticas nos processos educacionais e administrativos na escola. .

Dionatham Damazio, professor do 1º e 4º ano do Ensino Fundamental em Viamão, participou de todas as formações.

“Eu aprendi muito, foi super produtivo. A minha prática pedagógica melhorou bastante com os recursos que foram apresentados, como fazer atividades avaliativas pelo Google Formulário. Eu, inclusive, acabei ajudando outros colegas e fiz tutoriais ensinando o que tinha aprendido”, relata.

Dionatham compartilhou as suas práticas pedagógicas na IV Mostra de Práticas Inovadoras. “A gente tem que sempre se reinventar. Eu fiz pesquisa com os pais dos alunos uma vez por semana e busquei apoiar as famílias. Defini o horário da noite para tirar as dúvidas dos estudantes”, compartilha Dionatham.

O último webinário com o tema Formulários Digitais não fazia parte do ciclo formativo, mas tinha como objetivo apoiar os professores da Educação de Jovens e Adultos. Foram apresentadas as possibilidades pedagógicas do uso dos formulários Google como ferramenta para mediação da aprendizagem. Neste encontro cerca de 300 educadores estiveram presentes.

Para receber o certificado de formação, além de ter participado dos encontros on-line, cada participante precisou realizar atividades interativas. Cerca de 2 mil profissionais assistiram às formações e 560 entregaram o exercício final.

 

Educadores de Viamão (RS) participam de formação on-line para inovar em suas práticas
Educadores de Viamão (RS) participam de formação on-line para inovar em suas práticas