Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

O Brasil sediou o primeiro dia do Encontro Internacional de Educação (EIEBrasil), que tem como tema Como liderar as mudanças nos centros educativos.

#EIEBrasil: Primeiro dia trouxe questionamentos e ideias para melhorias no ensino

Após dois meses de debates virtuais, o Brasil sediou nesta terça-feira o primeiro dia do Encontro Internacional de Educação no Rio de Janeiro, que tem como tema Como liderar as mudanças nos centros educativos.
Conduzido por especialistas nacionais e internacionais, que trocaram experiências e questionaram como deve ser o aprendizado no século XXI, o encontro apontou iniciativas inovadoras aplicadas na educação com o uso de tecnologias.
Debates de hoje
A presidente da Fundação Telefônica Vivo, Françoise Trapenard, abriu o evento falando sobre o posicionamento da Fundação, assuntos discutidos em outros países e sobre o tema da edição 2012/2013. Em seguida, foi a vez dos palestrantes entrarem em cena.
Saiba o que cada um disse
– Monica Franco, do Ministério da Educação, apontou que o MEC disponibiliza, aos gestores municipais de todo o país, tecnologias que podem proporcionar melhorias educacionais. “Conseguimos, por meio delas, fazer o diagnóstico local e apontar caminhos. É uma forma de fortalecer o trabalho dos gestores”, explicou. “Nosso maior desafio é modernizar a prática do professor diante da tecnologia”.
– Cláudia Costin, secretária municipal de Educação do Rio de Janeiro, falou sobre os exemplos de liderança nos centros educativos de sua cidade. Ela alegou que ter um laboratório de informática na escola por si só não muda nada. “É preciso fazer bom uso da tecnologia”, assinalou, citando como exemplos a Educopédia, o GENTE e outros projetos.
– David Albury, consultor organizacional e coordenador do Programa Global de Líderes da Educação, explicou porque a mudança na educação é necessária. Para ele, a escola parece estar fechada para este século. “A educação do século XXI é pessoal, integrada, conectada, cocriada, colaborativa e empodera”, afirmou. “Lecionar é uma profissão honrosa, mas o nosso novo papel é facilitar o aprendizado, o que demanda uma mudança cultural.”
– Fernando Almeida, mestre e Doutor em Filosofia da Educação, falou sobre a avaliação para a aprendizagem. Segundo Almeida, “O professor não facilita a vida do aluno. Ele complica. Ele desafia o aluno à aprendizagem”.
Nova publicação para download
Além das palestras, a coordenadora de planejamento e avaliação do EducaRede, Mila Gonçalves, lançou o ebook Educação no Século XXI – Novos Modos de Ensinar e Aprender, que pode ser baixado aqui: https://fundacaotelefonicavivo.org.br/conteudos/publicacoes
O encontro nas redes sociais
Durante o evento de hoje, o pico de postagem no twitter foi às 13h25. Dezoito postagens por minuto usaram a tag #EIEBRASIL. Ao todo foram emitidos 1.477 tweets e 59 publicações no Facebook falavam sobre o evento.
Transmissão online
Você pode acompanhar o segundo dia de evento por meio site http://encuentro.educared.org/page/presencial-tema-6-brasilpt. Inscreva-se e participe!

O post #EIEBrasil: Primeiro dia trouxe questionamentos e ideias para melhorias no ensino apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.

#EIEBrasil: Primeiro dia trouxe questionamentos e ideias para melhorias no ensino
#EIEBrasil: Primeiro dia trouxe questionamentos e ideias para melhorias no ensino