Saltar para o menu de navegação
Saltar para o menu de acessibilidade
Saltar para os conteúdos
Saltar para o rodapé
Logo EnlighTed está chegando | Dias 19, 20 e 21 de outubro | Inscreva-se agora!

A Fundação Telefônica apoia iniciativas que diminuem abismos sociais e capacitam jovens para que se tornem empreendedores, utilizando ou criando tecnologias.

Entrevista com a Tia Dag: tecnologia diminui abismos sociais e impulsiona protagonismo juvenil nas periferias

Nossa área de Inovação Social apoia iniciativas que capacitam jovens de comunidades isoladas e regiões periféricas de grandes cidades para que se tornem empreendedores sociais, seja utilizando ou criando tecnologias digitais.
Um dos parceiros nessa jornada é a Casa do Zezinho. Fundada por Dagmar Garroux, a Tia Dag, a instituição oferece oportunidades de desenvolvimento para crianças e jovens em situação vulnerável na zona sul da cidade de São Paulo, por meio do tripé educação-arte-cultura.
História inspiradora
É da Casa do Zezinho que, recentemente, surgiu um exemplo inspirador: o Thiago Messias, que participou da Fábrica de Aplicativos, projeto que apoiamos, desenvolveu o app para celular Ligado no Enem, com videoaulas gratuitas para estudantes se prepararem para o Exame Nacional de Ensino Médio, que aconteceu no final de outubro.
Tia Dag conta que Thiago já está no segundo semestre da faculdade de Ciência da Computação e que sabe da necessidade de aprender a andar com as próprias pernas. “É um ótimo exemplo e mostra que a democratização da tecnologia permite a esses jovens se comunicarem e mostrarem seus talentos mais diversos, além das fronteiras da periferia”, comenta.
Facção do bem
Para a fundadora da ONG, a tecnologia diminui os abismos sociais e permite que os “zezinhos” tenham um futuro do tamanho de seus sonhos. Isso é possível, na visão dela, por conta do poder da conexão entre pessoas e instituições do bem. “Juntos, formamos o que eu chamo de facção do bem”, comemora, citando Raul Seixas: “Um sonho que se sonha só, é só um sonho que se sonha só. Mas sonho que se sonha junto é realidade”.
Parceria de sucesso
Fundação Telefônica Vivo e Casa do Zezinho trabalham a quatro mãos desde 2010. Já foram desenvolvidos vários projetos, como o A Gente Transforma, com o arquiteto Marcelo Rosembaum, no qual pintamos as fachadas de casas da comunidade do Campo do Astro; e a Biblioteca Comunitária Parque Santo Antônio, que já tem três anos e continua crescendo.
“A Fundação sempre traz profissionais para dar cursos pontuais relacionados a áreas de interesse dos jovens, como Web 2.0, foto e vídeo. É uma parceria de extrema importância. Queríamos ter contato com tecnologia há tempos. Esperamos seguir com novos projetos que gerem frutos com essa combinação fantástica entre educação e tecnologia”, finaliza Tia Dag.
O post Entrevista com a Tia Dag: tecnologia diminui abismos sociais e impulsiona protagonismo juvenil nas periferias apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.

Entrevista com a Tia Dag: tecnologia diminui abismos sociais e impulsiona protagonismo juvenil nas periferias
Entrevista com a Tia Dag: tecnologia diminui abismos sociais e impulsiona protagonismo juvenil nas periferias