Saltar para o menu de navegação
Saltar para o menu de acessibilidade
Saltar para os conteúdos
Saltar para o rodapé
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

Objetivo:
As atividades visam conscientizar os alunos sobre a prática do trabalho infantil e suas possíveis formas de erradicação, contribuindo para o projeto pedagógico da equipe escolar. Atitudes de repúdio à discriminação preconceituosa de diferenças e a situações de violência e autoritarismo devem ser trabalhadas por meio do exercício permanente dos direitos das pessoas, e das crianças em particular, tomando-se como referência o Estatuto da Criança e do Adolescente. Esta atividade pretende contribuir para isso, mediante estudo e reflexão. Sabendo que toda atividade de sala de aula é única, acontece em tempo e espaço socialmente determinados, envolvendo professores e estudantes que têm particularidades quanto a necessidades, interesses e histórias de vida.

Desenvolvimento da Atividade:
Trabalho feito a partir da interpretação de músicas que retratam o trabalho infantil e debates a cerca dos direitos da criança e adolescentes e erradicação do trabalho infantil.

Músicas Utilizadas:
1° Música:
Pivete
Francis Hime e Chico Buarque de Holanda

No sinal fechado
Ele vende chiclete
Capricha na flanela
E se chama Pelé
Pinta na janela
Batalha algum trocado
Aponta um canivete
E até
Dobra a Carioca, olerê
Desce a Frei Caneca, olará
Se manda pra Tijuca
Sobe o Borel
Meio se maloca
Agita numa boca
Descola uma mutuca
E um papel
Sonha aquela mina, oleré
E tem as pernas tortas
Prancha, parafina, olará
Dorme gente fina
Acorda pinel
Zanza na sarjeta
Fatura uma besteira
E tem as pernas tortas
E se chama Mané
Arromba uma porta
Faz ligação direta
Engata uma primeira
E até
Dobra a Carioca, olerê
Desce a Frei Caneca, olará
Se manda pra Tijuca
Na contramão
Dança pára-lama
Já era pára-choque
Agora ele se chama
Ayrton
Sobe no passeio, olerê
Não se liga em freio
Nem direção
No sinal fechado
Ele transa chiclete
E se chama pivete
E pinta na janela
Capricha na flanela
Descola uma bereta
Batalha na sarjeta
E tem as pernas tortas.

2° Música:
Criança não trabalha
Paulo Tatit e Arnaldo Antunes

Lápis, caderno, chiclete, pião
Sol, bicicleta, skate, calção
Esconderijo, avião, correria,
Tambor, gritaria, jardim, confusão
Bola, pelúcia, merenda, crayon
Banho de rio, banho de mar,
Pula-sela, bombom
Tanque de areia, gnomo, sereia,
Pirata, baleia, manteiga no pão
Giz, mertiolate, band-aid, sabão
Tênis, cadarço, almofada, colchão
Quebra-cabeça, boneca, peteca,
Botão, pega-pega, papel, papelão.
Criança não trabalha,
Criança dá trabalho,
Criança não trabalha!
1, 2 feijão com arroz
3, 4 feijão no prato
5, 6 tudo outra vez!
(Do CD Canções curiosas, Palavra Cantada/Eldorado, 1998)

Avaliação:
Alunos empolgados, debatendo a partir das músicas o que seria o trabalho infantil, e qual seria a solução para a erradicação do mesmo. Comentários como “Então quer dizer que não podemos ajudar no sustento das nossas casas?”, “Se minha mãe me pedir pra vender jujuba para ajudar ela é trabalho infantil?”, Foi possível vê o grande resultado desse trabalho a partir das falas e das sugestões dos alunos.

Alunos:
50 alunos

Erradicação do trabalho infantil na Escola
Erradicação do trabalho infantil na Escola