Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

FACULDADE FIA DE ADMINISTRAÇÃO E NEGÓCIOS-A ESCOLA NO COMBATE AO TRABALHO INFANTIL

 

CARMEN LÚCIA DE PIERI SAVIAN

 

 

ERRADICANDO O TRABALHO INFANTIL

 

JAÚ/SP

2013

CARMEN LÚCIA DE PIERI SAVIAN

 

ERRADICANDO O TRABALHO INFANTIL

 

Atividade apresentada como parte de avaliação para conclusão do curso On line A Escola no Combate ao Trabalho Infantil.

Orientadores: Propercio Antonio de Rezende .

JAÚ/SP

2013

TEMA: O Combate ao Trabalho Infantil.

TÍTULO: Erradicando o Trabalho Infantil.

ENVOLVIDOS: Alunos da turma do 2º Ano E do Ensino Fundamental do período da tarde da EMEF. Prof. Enéas Sampaio Souza;

-Pais e responsáveis, equipe gestora e a comunidade de modo geral.

DURAÇÃO: 2 meses aproximadamente.

JUSTIFICATIVA: Perante a triste realidade no que se refere ao trabalho infantil, que apresenta um crescimento preocupante a cada dia, se faz necessário e urgente buscar através da escola, ou seja, da comunidade escolar e também da sociedade como um todo através de uma conscientização a sua erradicação.

Para que esse propósito seja atingido desenvolveremos o trabalho de colagem e entrevista sobre o tema do combate ao trabalho infantil para que os educadores vivenciem, reflitam e construam uma posição critica sobre o mesmo, na 2º série do Ensino Fundamental da EMEF “Prof. Enéas Sampaio Souza”.

Esse tipo de atividade, colagem e entrevista é pertinente para a faixa etária desses educandos, pois estarão envolvendo através da entrevista, seus familiares e responsáveis, tendo a oportunidade de refletir sobre esse serio assunto.

OBJETIVO GERAL: Buscar através da escola, ou seja, da comunidade escolar e também da sociedade como um todo através de uma conscientização a sua erradicação.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS: – Explorar a importância da escola na prática ao combate ao trabalho infantil, agindo na própria escola e na comunidade, principalmente a local;

– Agregar valores para fazer valer a Lei 11.525/07 que inclui no currículo do Ensino Fundamental conteúdos referentes aos direitos das crianças e do adolescente;

– Conscientização através da colagem sobre o trabalho infantil;

– Através dos questionamentos e pesquisas entender e fazer valer as leis que já temos sobre o mesmo;

– Após as entrevistas montam um gráfico com os resultados sobre a temática do trabalho infantil.

PLANO DE AÇÃO/METODOLOGIA: Esse projeto será desenvolvido em diversos momentos:

*1º momento: Numa roda de conversa questionaram “O que significa trabalho infantil?”, logo após listar em cartolina as respostas;

*2º momento: Em grupos confeccionar os cartazes utilizando-se de colagem sobre o trabalho infantil;

*3º momento: Socialização pelos grupos , o professor fará as intervenções necessárias nesse momento.

*4º momento: Leitura e pesquisa de leis sobre o trabalho infantil e sua erradicação, em grupos.

*5º momento: Socialização da pesquisa, com as intervenções do professor.

*6º momento: Entrevista com pais e responsáveis pelos alunos sobre o trabalho infantil.

*7º momento: Construção de gráficos com a coleta da entrevista.

*8º momento: Socialização para a turma com todos os dados coletados.

*9º momento: Confecção do painel “Infância é tempo de brincar, trabalho é para adultos” (em grupos).

*10º momento: Fim.Culninância: exposição de todo material coletado e confeccionado para a comunidade escolar, e sociedade.

RECURSOS: Materiais: Sulfites, cola, fita crepe, tesouras, pincéis, cartolinas, computadores, internet, livros, revistas, jornais, etc…

– Humanos: Diretos, Vice-diretor, coordenador pedagógico, professor, alunos, comunidade e sociedade.

CRONOGRAMA: Aproximadamente em dois meses será desenvolvido, a preparação do projeto e, contato para os alunos em setembro, realização das atividades e avaliação em outubro e o final culminância na primeira quinzena de novembro.

AVALIAÇÃO: Avaliação será continua de aprendizagem por meio da participação dos alunos durante os diversos momentos do projeto e também no momento da culminância onde será exposto o material confeccionado pelos alunos para a comunidade escolar e sociedade.

BIBLIOGRAFIA: – BRASIL, Lei nº 8069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providencias. Diário Oficial da Republica do Brasil, Brasília, 16 de julho de 1990.

– ECOAR. O fim do Trabalho infantil. Ed. Comunicação e Arte na Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. Colagem. Brasília. OIT/Secretaria Internacional do Trabalho, 2007.

 

 

 

APLICAÇÃO E RESULTADOS OBTIDOS:

“Erradicando o trabalho infantil”, esse projeto foi desenvolvido com alunos do 2º ano do Ensino Fundamental, na faixa etária entre oito e nove anos na Rede Municipal de Ensino da Cidade de Jaú.

Em seu desenvolvimento utilizamos colagem e entrevista com pais e responsáveis, em diferentes momentos, com o objetivo de ir além da sala de aula até a sociedade mais ampla sobre a necessidade de erradicar esse tipo de trabalho.

No 1º momento numa roda de conversa questionar “O que significa trabalho infantil?” em um cartaz listamos as respostas. E eles entendem como trabalho infantil, apenas aquele que é remunerado.

No 2º momento ficou claro a falta dessa consciência, diante da dificuldade para confeccionar os cartazes com recorte e colagem sobre o trabalho infantil. Aí a intervenção se fez necessária questionando sobre as crianças que trabalhavam no carvão, nas ruas, ou seja, que trabalham sendo crianças.

Feito os cartazes foram expostos, 3º momento.

No 4º momento foi feita a pesquisa e a leitura sobre as leis e documentos que trata o assunto, o ECA , a Constituição Federal, reportagens, após no 5º momento socializamos a pesquisa e expuseram o que aprenderam.

Agora já percebem o trabalho infantil como exploração e problema.

No 6º momento foi uma entrevista para casa sobre o trabalho infantil. Aí partimos para o 7º momento mostramos o gráfico com os dados coletados, e ficou claro que muitos pais trabalharam ainda quando eram crianças e que isso não lhes acrescentou nada favorável.

A maior parte relara que é contra o trabalho antes dos dezesseis anos, mas devido a necessidade a ação é contrária.

Através da exposição dos gráficos a turma compreendeu que o trabalho infantil está presente e isso precisa ser mudado.

Posterior as pesquisas e debates dividimos a turma em grupos e eles representaram com recorte e colagem o painel “Infância é tempo de brincar. Trabalho é para adultos”.

E finalmente no 10º momento como culminância foi exposto para a comunidade escolar e sociedade todo material confeccionado visando a formação de novos valores sobre o trabalho infantil.

 

CONCLUSÃO

Através de todas as etapas do projeto “Erradicando o trabalho infantil”, com os alunos do 2º ano do Ensino fundamental da EMEF “Prof. Enéas Sampaio Souza”, da Rede Municipal de Jaú, por meio de recorte, colagem e entrevista ficou claro o quanto os alunos se envolveram e a aprendizagem foi muito valiosa para uma mudança de comportamento em relação ao trabalho infantil.

No inicio do projeto os alunos não tinham a percepção sobre a existência do trabalho infantil, fato este que sofreu alterações no desenrolar do projeto, por isso se faz necessário mobilizar também os pais e responsáveis, a comunidade escolar e a sociedade com a culminância do projeto aberto a todos.

Sendo o trabalho infantil uma realidade presente o desenvolvimento do projeto. Erradicando o trabalho infantil veio de encontro a necessidade de se contribuir para modificar essa realidade e garantir a criança o direito de ser criança, pois “Infância é tempo de brincar. Trabalho é para adultos”.

ERRADICANDO O TRABALHO INFANTIL
ERRADICANDO O TRABALHO INFANTIL