Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

A Fundação Telefônica lançou a publicação “A Geração Interativa na Ibero-América: Crianças e adolescentes diante das telas”. Conheça os destaques!

A Fundação Telefônica apresenta pesquisa inédita sobre uso de internet, videogame, celular e TV por crianças e jovens

A Fundação Telefônica lançou a publicação “A Geração Interativa na Ibero-América: Crianças e adolescentes diante das telas”. Realizada pelo programa EducaRede, da Fundação Telefônica, a pesquisa, que é relatada no livro, foi coordenada por Xavier Bringué Sala e Charo Sádaba Chalezquer, pesquisadores da Universidade de Navarra (Espanha).

O livro traz os resultados de estudo sobre o uso de diferentes tecnologias – como internet, celular, videogame e televisão -, realizada com 25.467 estudantes entre 6 e 18 anos de escolas públicas e privadas da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e Venezuela, no período de outubro de 2007 a junho de 2008.

No Brasil, a amostragem foi realizada no Estado de São Paulo. Foram considerados 4.205 alunos de escolas paulistas públicas e privadas: sendo 790 com idade entre 6 e 9 anos e 3.415 entre 10 e 18 anos.

Entre os países pesquisados, o Brasil se destaca por ter uma Geração Interativa de vanguarda, com alto número de crianças e jovens que não só navegam, mas também produzem conteúdo na internet. De cada dez estudantes brasileiros, dois possuem página web ou blog. Por outro lado, a pesquisa evidencia desafios a serem enfrentados, já que o Brasil obtém a segunda pontuação mais alta (atrás apenas da Argentina) quanto à ausência de mediação: 46% dos estudantes não têm acompanhamento de pais ou professores no uso da rede.

A metodologia utilizada consistiu na aplicação de um questionário online respondido nas salas de informática das escolas participantes, que foi adaptado à idade dos participantes, com base em dois formatos diferentes. O primeiro, composto por 21 perguntas, foi aplicado a crianças de 6 a 9 anos. Ao segundo, com 60 questões, responderam estudantes de 10 a 18 anos.

O EducaRede, programa da Fundação Telefônica que tem como objetivo contribuir para a melhoria da educação pública por meio do uso das tecnologias, desenvolveu a pesquisa com o objetivo de mapear como os jovens e crianças fazem uso das diferentes tecnologias e de, a partir deste diagnóstico, nortear suas ações e desenvolver projetos voltados a esse público. Para isso, o programa convidou as escolas a participarem da pesquisa. Essas, por sua vez, tiveram acesso a seus próprios resultados tabulados para poder utilizar esse aprendizado na orientação de seus professores.

O programa EducaRede é centrado em um portal (www.educarede.org.br), aberto e gratuito, que promove o uso pedagógico da internet por meio de ferramentas e metodologias de interação entre alunos e professores e de conteúdos de apoio ao processo de ensino e aprendizagem.

A realização da pesquisa também está alinhada com a iniciativa do Grupo Telefônica de facilitar o acesso de todos os cidadãos às oportunidades que as TIC oferecem. A publicação é parte de um programa bem mais amplo do Grupo Telefônica sobre as Gerações Interativas da América Latina, que tem como objetivo impulsionar o uso responsável das novas tecnologias e fazer uso dos resultados da pesquisa para orientar as ações de proteção às crianças e aos adolescentes nos países em que atua.

Principais resultados

• Um em cada dois estudantes brasileiros diz que nenhum professor utiliza a internet para explicar matéria ou estimula o uso da rede;

• Seis em cada dez estudantes brasileiros acessam a internet em lan houses;

• 72% dos alunos declaram gostar de utilizar o Messenger porque podem conversar com seus amigos. De fato, 50% afirmam que “sempre que posso me conecto ao Messenger”;

• Um em cada dois adolescentes brasileiros tem e conheceu pessoalmente algum de seus amigos virtuais;

• Dois em cada dez jovens brasileiros são os chamados heavy users de videogame, já que gastam mais de duas horas diárias jogando. Os estudantes do Brasil são os que gastam mais horas diárias com videogame em relação aos jovens da Argentina, Chile, Colômbia, México, Peru e Venezuela;

• Cinco de cada dez crianças brasileiras reconhecem que fazem o dever de casa assistindo televisão.

O post Fundação Telefônica apresenta pesquisa inédita sobre uso de internet, videogame, celular e TV por crianças e jovens apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.

Fundação Telefônica apresenta pesquisa inédita sobre uso de internet, videogame, celular e TV por crianças e jovens
Fundação Telefônica apresenta pesquisa inédita sobre uso de internet, videogame, celular e TV por crianças e jovens