Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

A Fundação Telefônica, em parceria com Atento Brasil, Instituto Apse e Sintetel, lançou um programa de capacitação em telesserviços para jovens. Confira!

Fundação Telefônica, Atento Brasil e Sintetel formam jovens de baixa renda em telesserviços

A Fundação Telefônica, em parceria com a Atento Brasil, Instituto Apse e Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações no Estado de São Paulo (Sintetel), concluíram o programa de capacitação em telesserviços para jovens em vulnerabilidade social da Grande São Paulo, com a formatura, neste ano, de 130 alunos e a colocação de 89 participantes no mercado de trabalho.  A iniciativa insere-se no projeto Prejal (Promoção do Emprego de Jovens na América Latina), introduzido no país pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) no ano passado.

A fase-piloto do programa no Brasil foi realizada em 2008 e teve a participação de 110 jovens, sendo que 20 deles foram empregados. Para essa edição, foram oferecidas 130 vagas, distribuídas em cinco turmas. Os jovens participantes possuem entre 17 e 24 anos, concluíram o ensino médio ou estavam cursando o último ano, e moram na Capital ou Grande São Paulo.

O curso teve duração de dois meses no Centro de Formação Profissionalizante do Sintetel, em conjunto com o Instituto Apse, organização sem fins lucrativos especializada na formação de jovens para o mercado de trabalho. Além da qualificação para o telesserviço, o diferencial do curso foi a ênfase na recuperação de conteúdos de português e matemática e o preparo integral do jovem para o trabalho no mercado de contact center, um dos setores que mais empregam jovens no Brasil.

Ao final, os alunos passaram por processos seletivos em empresas, sendo que a Atento contratou 20 jovens do programa. Pertencente ao Grupo Telefônica, a empresa é uma das mais especializadas companhias de contact center e BPO (Business Process Outsourcing) do mundo e uma das maiores empregadoras privada do País.

A Atento Brasil também apoiou na construção da metodologia do projeto oferecendo certificado reconhecido pela empresa e propiciando visita dos participantes a suas centrais de atendimento. Assim, contribuiu de maneira efetiva para que fossem preparados para enfrentar o mercado de trabalho, além de gerar a oportunidade para que os jovens tivessem seu primeiro emprego na companhia.

Sobre a Fundação Telefônica

Criada em 1999 com o objetivo de coordenar o investimento social do Grupo Telefônica no Brasil, a Fundação Telefônica completa 10 anos de atuação no País. Nesse período, mais de 500 mil pessoas foram beneficiadas direta ou indiretamente com os projetos de desenvolvimento social, que tem como eixos centrais a consolidação dos direitos das crianças e dos adolescentes e a melhoria da qualidade da educação pública. Hoje, seus principais programas são EducaRede e Pró-Menino. A Fundação Telefônica mantém ainda os projetos Memória Telefônica e Voluntários Telefônica.

Sobre a Atento Brasil

A Atento, empresa especializada em Contact Center e terceirização de negócios (BPO) pertencente ao Grupo Telefônica conquistou, graças ao mais completo portfólio de soluções diferenciadas para o relacionamento das companhias e seus clientes, a liderança do setor na América Latina. Há 10 anos no Brasil, administra mais de 1,2 bilhão de contatos ao ano, para empresas como Coca-Cola, Credicard, Intelig, Ford, Fiat, GM, Procter&Gamble, TVA, Losango, Mercantil do Brasil, Redecard, Sony, Souza Cruz, Telefônica São Paulo, Terra, Unibanco e Vivo. A empresa possui 33 mil posições de atendimento e 73 mil funcionários que trabalham em 12 cidades, sendo seis capitais (São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Salvador, Goiânia e Belo Horizonte).

Sobre o Sintetel

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Telecomunicações no Estado de São Paulo foi fundado em 15 de abril de 1942. Sua base territorial abrange quase 150 mil trabalhadores que atuam em diferentes empresas de telecomunicações. Telefônica, Vivo, Embratel, Claro, Tim, Atento e Tivit são algumas das empresas representadas pela entidade. O Sindicato administra ainda um Centro de Formação Profissionalizante em parceria com o Instituto Apse para a capacitação técnica dos trabalhadores. Nessas seis décadas de história, o Sintetel acumula a conquista do Abono de Natal quando não existia 13º salário, 30 dias de férias quando eram disponibilizados apenas 20, e a redução da jornada de trabalho das telefonistas para seis horas diárias.

Sobre o Prejal

O Prejal é uma iniciativa da Organização Internacional do Trabalho (OIT) que visa contribuir com o compromisso da Declaração do Milênio de “elaborar e aplicar estratégias que proporcionem aos jovens de todo o mundo a possibilidade real de encontrar um emprego digno e produtivo”, bem como a melhoria das condições de empregabilidade dos jovens na América Latina.

O post Fundação Telefônica, Atento Brasil e Sintetel formam jovens de baixa renda em telesserviços apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.

Fundação Telefônica, Atento Brasil e Sintetel formam jovens de baixa renda em telesserviços
Fundação Telefônica, Atento Brasil e Sintetel formam jovens de baixa renda em telesserviços