Saltar para o menu de navegação
Saltar para o menu de acessibilidade
Saltar para os conteúdos
Saltar para o rodapé
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

A contribuição de projetos sociais da Fundação Telefônica para a utilização das TICs , foi tema de evento da AHCIET. Confira os detalhes!

O evento é organizado pela Associação Ibero-americana de Centros de Investigação e Empresas de Telecomunicações (AHCIET)

A contribuição de projetos sociais da Fundação Telefônica para a utilização das TICs , Tecnologias de Informação e Comunicação, seja na educação ou dentro do sistema de garantias de direitos de crianças e adolescentes, será abordada pelo diretor-presidente da instituição, Sérgio Mindlin, durante o Fórum Ibero-americano para o Desenvolvimento da Banda Larga, que acontece entre 21 e 23 de junho, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo. O evento é organizado pela Associação Ibero-americana de Centros de Investigação e Empresas de Telecomunicações (AHCIET).

A Fundação Telefônica terá participação no painel “Aplicações e Conteúdos para um Cenário de Banda Larga”, marcado para amanhã, dia 22, às 9h. Mindlin discorrerá sobre o REDECA – software livre e gratuito que permite integrar em rede informações a respeito do atendimento e do desenvolvimento de crianças e adolescentes em seus municípios. O projeto foi desenvolvido durante dois anos pelo Programa Pró-Menino – Redes de Atenção a Crianças e Adolescentes, da Fundação Telefônica – em parceria com algumas cidades do Estado de São Paulo (Araçatuba, Bebedouro, Itapecerica da Serra, Diadema, Guarujá, Várzea Paulista, São Carlos e Mogi das Cruzes). Por meio do REDECA, uma referência ao ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), cada criança passa a ter um registro comum, no qual ficam armazenados dados sobre saúde, educação, assistência social e outros temas relativos a seu desenvolvimento de forma integral. O objetivo é fortalecer o Sistema de Garantia dos Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA).

No mesmo painel, também participa a educadora e pesquisadora Marcia Padilha, coordenadora do Instituto para o Desenvolvimento da Inovação Educativa (IDIE), projeto ligado à Fundação Telefônica em conjunto com a Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, Ciência e Cultura (OEI). Márcia discorrerá sobre as necessidades educativas para a promoção da integração equitativa da Ibero-américa no mundo e abordará temas da indústria de conteúdos e aplicações digitais educativas. A especialista apresentará ainda o programa “Metas Educativas 2021: a educação que queremos para a geração dos Bicentenários”, comentando suas relações com a demanda educativa por banda larga. Na ocasião também serão divulgados os indicadores propostos pelo IDIE para toda a região latino-americana a respeito da integração de computadores e internet nas escolas.

Já no dia 23, a partir das 10h45, Mindlin fará parte do painel “TICs e Educação”, durante o qual apresentará o EducaRede. Trata-se de um portal educativo, mantido pela Fundação Telefônica há oito anos, com o objetivo de promover inovação nas ferramentas educacionais, por meio do estímulo à inclusão digital e ao uso das novas tecnologias como recurso pedagógico, sobretudo nas escolas públicas. Em especial, o executivo mostrará o projeto Minha Terra, rede social educativa de sucesso no EducaRede, que ano passado envolveu 1.039 escolas, com mais de seis mil participantes. A proposta é estimular o trabalho colaborativo entre escolas da rede pública do ensino fundamental e médio das cinco regiões brasileiras a partir de textos, áudio e imagens produzidos por alunos e professores.

Sobre a Fundação Telefônica

A Fundação Telefônica gerencia a maior parte da Ação Social e Cultural do Grupo Telefônica no mundo, demonstrando o compromisso da empresa com as sociedades junto às quais atua. A instituição, presente na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, México, Peru, Equador e Venezuela, também desenvolve programas junto a operadoras locais da Telefônica em El Salvador, Guatemala, Nicarágua, Panamá e Uruguai. No Brasil, foi criada em 1999 e atua para o desenvolvimento social, através da consolidação dos direitos das crianças e dos adolescentes. Desde o início de sua atuação, mais de 500 mil pessoas já foram beneficiadas direta ou indiretamente pelos projetos que desenvolve, por meio dos programas EducaRede,  Pró-Menino, Arte e Tecnologia e Voluntários Telefônica.

O post Fundação Telefônica discute o uso das TICs durante evento da AHCIET, em São Paulo apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.

Fundação Telefônica discute o uso das TICs durante evento da AHCIET, em São Paulo
Fundação Telefônica discute o uso das TICs durante evento da AHCIET, em São Paulo