Saltar para o menu de navegação
Saltar para o menu de acessibilidade
Saltar para os conteúdos
Saltar para o rodapé
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

Uma cópia do material microfilmado da coleção de revistas Sino Azul será doada nesta semana pela Fundação Telefônica ao Arquivo Público do Estado de São Paulo.

Arquivo Público recebe contribuição voluntária da Fundação

Uma cópia do material microfilmado da coleção de revistas Sino Azul será doada nesta semana pela Fundação Telefônica ao Arquivo Público do Estado de São Paulo, vinculado à Secretaria da Casa Civil. A publicação, que conta a evolução das telecomunicações no país, figura entre os primeiros house-organs empresariais brasileiros. O processo de microfilmagem foi uma das medidas adotadas para garantir a sobrevivência histórica da coleção.

 

A Sino Azul era o veículo de comunicação interna da antiga Companhia Telefônica Brasileira (CTB), que prestava serviços de telefonia em grande parte dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Em São Paulo, a revista circulou entre os anos de 1920 e 1970 e agora faz parte do acervo histórico do Grupo Telefônica no Brasil, que é gerido pela Fundação Telefônica através de seu Núcleo de Memória.

 

Além da microfilmagem, a coleção, que dispõe de mais de 350 edições, foi digitalizada, com o objetivo de preservação e maior divulgação, via Internet. No processo de digitalização, foram utilizados padrões internacionais no sistema de indexação e catalogação dos exemplares, o que facilita a pesquisa. O endereço do hotsite é www.colecaosinoazul.org.br.

 

Concurso cultural

 

Já está no ar o Concurso Cultural Sino Azul, realizado pela internet, por meio do hotsite da publicação. Os participantes devem responder, em 140 caracteres, à pergunta “Por que é importante para você ganhar um livro com conteúdo histórico como o ‘Nas Capas da Sino Azul’?”. Os internautas que enviarem as melhores respostas receberão 1.500 exemplares do livro Nas Capas da Sino Azul, lançado recentemente.

 

O concurso termina em 15 de agosto. Não há cobrança de taxa de inscrição e os participantes podem concorrer com quantas respostas quiserem. A seleção das frases ficará a cargo de um Comitê de Avaliação, formado por representantes de instituições que trabalharam na compilação e elaboração do livro, pesquisadores, acadêmicos, representantes da sociedade e parceiros da Fundação Telefônica. Os critérios para a escolha dos vencedores são criatividade, correção gramatical, coerência, estrutura lógica e qualidade do texto.

 

Sobre a Fundação Telefônica

A Fundação Telefônica gerencia a maior parte da Ação Social e Cultural do Grupo Telefônica no mundo, demonstrando o compromisso da empresa com as sociedades junto às quais atua. A instituição está presente na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, México, Peru, Equador e Venezuela e também desenvolve programas junto a operadoras locais da Telefônica em El Salvador, Guatemala, Nicarágua, Panamá e Uruguai. No Brasil, foi criada em 1999 e atua para o desenvolvimento social, através da consolidação dos direitos das crianças e dos adolescentes. Desde o início de sua atuação, mais de 500 mil pessoas já foram beneficiadas direta ou indiretamente pelos projetos que desenvolve, por meio dos programas EducaRede,  Pró-Menino, Arte e Tecnologia e Voluntários Telefônica.

O post Fundação Telefônica faz doação ao Arquivo Público do Estado de São Paulo apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.

Fundação Telefônica faz doação ao Arquivo Público do Estado de São Paulo
Fundação Telefônica faz doação ao Arquivo Público do Estado de São Paulo