Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
ESTUDO ANALISA O IMPACTO DA PROGRAMAÇÃO NA EDUCAÇÃO, EMPREGABILIDADE E MERCADO DE TRABALHO.
BAIXE AQUI

Com patrocínio da Fundação Telefônica, a Estação Pinacoteca realizará a exposição Muntadas: Informação >> Espaço >> Controle. Saiba mais!

Fundação Telefônica patrocina exposição de Muntadas na Estação Pinacoteca

Com patrocínio da Fundação Telefônica, a Estação Pinacoteca, da Pinacoteca do Estado de São Paulo, realizará, entre 26 de fevereiro e 8 de maio, a exposição Muntadas: Informação >> Espaço >> Controle. O espanhol Antoni Muntadas é um dos mais importantes artistas contemporâneos e sua obra tem grande afinidade com o programa Arte e Tecnologia, da Fundação Telefônica, que visa o fomento ao desenvolvimento da cultura digital, e a ampliação do acesso à arte e cultura através das tecnologias.
A mostra, que tem curadoria de José Roca, apresenta cinco obras, duas delas contextualizadas no Brasil, Stadium XIV e Alphaville e outros, realizadas especialmente para o espaço. A obra de Muntadas analisa as relações entre a sociedade e a mídia, observando de maneira crítica a imprensa escrita e audiovisual e evidenciando a maneira como é construída a opinião pública, como é gerado o consenso e como é sedimentado o “senso comum”.
Os trabalhos expostos foram realizados em diferentes épocas da produção do artista ( 1978 a 2011). A obra Stadium XIV enfatiza a ideia do estádio como espaço de comunicação e questiona o papel do espectador. Já Alphaville e outros analisa o fenômeno urbano dos condomínios fechados que surgiram nas grandes cidades, como um reflexo do medo e das noções de segurança e exclusividade.
Na projeção Vídeo is Television?, um grupo de palavras se sobrepõe a uma série de imagens que aparece em televisores, capturada de diferentes fontes audiovisuais e cinematográficas. A obra condensa o conceito de paisagem dos meios, desenvolvido por Muntadas desde seus projetos dos anos 1970 e 1980, que trata da mídia como agente de construção de outra realidade. Esta obra conduz o espectador para o próximo trabalho: On Subjectivity, no qual o artista utiliza imagens descontextualizadas procedentes dos meios de comunicação e propõe uma reconsideração da informação exposta.
Já nos vídeos On Translation: Fear/Miedo, 2005 e Miedo/Jauf, 2007, o artista traz à tona a emoção/sensação do medo sob as perspectivas do pessoal, do público, do midiático e do político. Foram realizados a partir de tomadas abertas e de entrevistas com pessoas situadas lado a lado em fronteiras entre o norte e o sul.
A exposição também conta com o apoio da Sociedad Estatal de Acción Cultural do Governo da Espanha.

Sobre o artista
Antoni Muntadas nasceu em Barcelona, Espanha, em 1942. Vive e trabalha em Nova York desde 1971. Nos anos 1960, estudou Engenharia na Universidade de Barcelona. Ensinou e dirigiu seminários na Universidade da Califórnia, no Massachusetts Institute of Technology, na Ecole Nationale des Beaux Arts, em Paris, e na Universidade de São Paulo.
Participou de diversas exposições individuais e coletivas e recebeu o Prêmio Nacional de Artes Plásticas de Espanha, em 2005. No Brasil, participou de duas edições da Bienal Internacional de São Paulo (1981 e 1983) e de individuais na Galeria Luisa Strina (1987, 1992, 1997, 2000, 2004), em São Paulo, e no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (2000).
Os próximos projetos do artista serão: “Muntadas: About Academia”, em março de 2011, no Carpenter Center for the Visual Arts, Harvard University (EUA); e “Entre/Between”, no Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofía, em Madri, em outubro de 2011.

Sobre a Fundação Telefônica
A Fundação Telefônica gerencia a maior parte da Ação Social e Cultural do Grupo Telefônica no mundo, demonstrando seu compromisso com as sociedades junto às quais atua. A instituição está presente na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, México, Peru, Equador, El Salvador e Venezuela e também desenvolve programas junto a operadoras locais da Telefônica na Guatemala, Nicarágua, Panamá e Uruguai. No Brasil, foi criada em 1999 e atua para o desenvolvimento social, através da consolidação dos direitos das crianças e dos adolescentes. Desde o início de sua atuação, mais de 500 mil pessoas já foram beneficiadas direta ou indiretamente pelos projetos que desenvolve, por meio dos programas EducaRede,  Pró-Menino, Arte e Tecnologia e Voluntários Telefônica.

Fundação Telefônica patrocina exposição de Muntadas na Estação Pinacoteca
Fundação Telefônica patrocina exposição de Muntadas na Estação Pinacoteca