Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

O indiano Kailash Satyarth, expoente mundial do ativismo contra o trabalho infantil e pelo direito das crianças, recebeu o Nobel da Paz de 2014. Saiba mais!

Conheça o ganhador do Nobel da Paz

Uma grande notícia para quem busca um mundo mais justo e solidário foi dada hoje: o indiano Kailash Satyarthi, expoente mundial do ativismo contra o trabalho infantil e pelo direito das crianças, recebeu em companhia da paquistanesa Malala Yousafzay o Prêmio Nobel da Paz de 2014.
O trabalho de Kailash Satyarthi começou a ser desenvolvido durante os anos 1980, quando ele abandonou a carreira de engenheiro eletricista, e, seguindo a tradição pacifista de Gandhi, resolveu abraçar a causa do trabalho infantil como trabalho e compromisso de vida.
Acredita-se que Satyarthi já conseguiu libertar milhares de crianças em situação de trabalho, inclusive em condições análogas à escravidão, em seu país e em outros lugares do mundo. Segundo ele, em entrevista dada para a Folha de São Paulo no ano de 2013, nada é mais recompensador do que resgatar uma criança e devolvê-la aos seus pais.
Sua atuação durante esses 30 anos não se restringiu à libertação física de crianças, Satyarthi foi imprescindível na elaboração de documentos internacionais que deram origem a convenções sobre o direito das crianças.
Ao ganhar o prêmio, o indiano sentiu-se agradecido pelo fato de o comitê Nobel ter se sensibilizado pelo sofrimento de milhões de crianças ao redor do mundo.
A Fundação Telefônica Vivo  atua neste tema desenvolvendo projetos e debates visam erradicar o do trabalho infantil e a promoção do trabalho adolescente protegido no Brasil. Saiba mais aqui!
O post Luta contra o trabalho infantil é premiada com Nobel da Paz apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.

Luta contra o trabalho infantil é premiada com Nobel da Paz
Luta contra o trabalho infantil é premiada com Nobel da Paz