Saltar para o menu de navegação
Saltar para o menu de acessibilidade
Saltar para os conteúdos
Saltar para o rodapé
Logo EnlighTed está chegando | Dias 19, 20 e 21 de outubro | Inscreva-se agora!

Já pensou em contato com a realidade de outras regiões através do voluntariado? O projeto global Vacaciones Solidária da Fundação Telefônica possibilita isso.

Os colaboradores do grupo Telefônica tem acesso a uma experiência de Intercâmbio Social promovida anualmente pela Fundação Telefônica Vivo através do projeto global Vacaciones Solidárias.

O voluntariado como forma de conhecer o mundo

Conhecer a cultura de outros países é sempre uma experiência reveladora e gratificante. Mas já pensou como seria entrar em contato com a realidade de um lugar por meio de uma ação voluntária? O Vacaciones Solidárias, projeto de Intercâmbio Social da Fundação Telefônica Vivo, aproxima colaboradores voluntários e instituições internacionais, promovendo uma vivência cultural e social.

Os colaboradores do grupo Telefônica Vivo doam 15 dias de suas férias para prestar um serviço voluntário em diversos países da América Latina. Para tanto, eles devem ter no mínimo um ano de trabalho na empresa, além de experiência prévia no voluntariado, habilidade linguística em inglês e/ou espanhol, e competências extracurriculares para poder ministrar oficinas. Também é desejado que eles tenham algum contato anterior em atividades de educação com jovens e crianças ou em comunidades em situação de risco social.

A prática voluntária permite uma imersão diferente dentro do país que se está visitando. Ao doar-se integralmente para uma experiência de cidadania, o participante não está apenas conhecendo novos territórios, como também aprendendo sobre o país com as pessoas que vivem nele. Em 2015, 120 colaboradores da Telefônica Vivo se inscreveram no projeto Vacaciones Solidárias: 10 foram selecionados para territórios nacionais e outros 10 para viagens internacionais.

O intercâmbio social é um cenário de ascensão no país e esse movimento tem sido chamado de “volunturismo”. Segundo a CI, Central de Intercâmbio, houve um aumento de 600% na compra desse tipo de pacote, em geral, por jovens de 25 anos.

A troca de culturas também é atraente para as ONGs internacionais que acolheram o voluntário, pois além de contarem com sua ajuda social, elas podem conhecer um pouco mais sobre a cultura brasileira.

Essa enriquecedora experiência pode ser elevada quando, muito mais do que um intercâmbio de culturas, acontece um encontro de pessoas que acreditam no poder da cidadania.

O voluntariado para conhecer o mundo | Fundação Telefônica
O voluntariado para conhecer o mundo | Fundação Telefônica