Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
ESTUDO ANALISA O IMPACTO DA PROGRAMAÇÃO NA EDUCAÇÃO, EMPREGABILIDADE E MERCADO DE TRABALHO.
BAIXE AQUI

Entrou no ar a mais nova versão da plataforma Escola Digital, em seu lançamento, no dia 5, na Campus Experience da Campus Party Brasil, com a presença de representantes de institutos e fundações parceiras do projeto e usuários da plataforma, além da participação de Anna Penido, do Instituto Inspirare. No evento, os convidados comentaram sobre o uso das tecnologias na educação e apresentaram as novidades da segunda versão da Escola Digital, e também sobre interatividade, autonomia e personalização do ensino. A iniciativa é o resultado da parceria entre o Instituto Natura, a Fundação Telefônica Vivo e o Instituto Inspirare.
A plataforma é baseada no crowndsourcing, ou seja, é gratuita, tem conteúdo aberto,  reúne mais de 4 mil recursos digitais selecionados da internet para apoiar a aprendizagem dentro e fora da escola. A nova versão vem com um visual mais atraente, e um sistema de refinamento da busca e das ferramentas, para que os usuários sugiram recursos e comentem o uso que fazem deles. Além disso, redes municipais e estaduais de educação agora podem personalizar a identidade visual e também o banco de objetos digitais de aprendizagem disponível, ampliando a relação de cada link com o próprio currículo escolar. A primeira customização da plataforma foi da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, que resultou na criação do Currículo+, versão acessada por mais de 3 mil escolas da rede estadual.

Em 2014, a média mensal de visitantes únicos da plataforma ultrapassou 10.600 usuários, sendo 60% deles professores, gestores e secretarias de educação. Agora eles podem aprimorar sua utilização na plataforma; são disponibilizados materiais de apoio (vídeos, textos e imagens), além de cursos à distância para formação continuada.  Em sua participação Anna Penido ratifica, “Uma pesquisa constatou que do 6º ao 9º ano os alunos perdem o interesse pela escola. Uma pergunta foi feita às crianças: O que você faria pela sua escola? A resposta de 85% delas foi ‘tecnologia’. Queremos tornar a tecnologia aliada do ensino, do professor, do aluno e até dos pais”.
A escola digital é um espaço que vem se tornando tendência, com o engajamento para o ensino interativo e a troca de experiência entre professores, que ganham autonomia ao se tornarem capazes de criar conteúdo através de objetos digitais, sem precisar de um técnico para aprender a utilizar a ferramenta. A curadoria é compartilhada com os cenários e encurta o tempo de pesquisa de quem busca. São vídeos, infográficos, mapas, simuladores, animações e outros recursos de todas as disciplinas e em todos os segmentos da Educação Básica, da Educação Infantil ao Ensino Médio.
Criada em 2013, com a colaboração do Instituto Educadigital, da TIC Educa e da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, a Escola Digital apoia a personalização e melhoria da qualidade da educação, por meio do uso de tecnologias educacionais inovadoras. A Fundação Telefônica Vivo incentiva projetos que encorajam o uso de novas formas de aprendizagem baseadas na utilização de tecnologias de informação e comunicação.

Plataforma Escola Digital lança nova versão na Campus Party
Plataforma Escola Digital lança nova versão na Campus Party