Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Saiba como contribuímos para digitalizar a educação pública e promover a solidariedade.

Ao longo do ano, projetos pedagógicos, práticas transformadoras e educadores que inovaram na educação foram reconhecidos por diferentes prêmios em educação. Conheça 5 iniciativas inspiradoras!

#Educação#Listas#ProFuturo

Imagem mostra uma ilustração de uma mão segurando uma medalha. Também é possível ver alguns livros ilustrados e um personagem comemorando, com os braços erguidos.

Educadores são peças-chave para a formação de outros profissionais, das mais diferentes ocupações. É o professor quem participa da formação da cidadania e da construção de conhecimentos que serão utilizados por seus alunos. Além disso, é na escola que o cidadão encontra ferramentas para a transformação social e para a construção de um mundo melhor.

Em reconhecimento a importância desse trabalho, existe uma série de prêmios em educação que valorizam esses profissionais e suas iniciativas. Nesse sentido, ocorreram diversas premiações em 2021. Todas elas para reconhecer projetos que estão contribuindo para a melhoria da educação no mundo.

Selecionamos 5 prêmios em educação e os cases vencedores para você conhecer e se inspirar. Confira!

Global Teacher Prize 

O Global Teacher Prize é desenvolvido pela Fundação Varkey. O prêmio, concedido em parceria com a Unesco, é considerado o Nobel da Educação. Assim, a premiação se destaca por reconhecer o trabalho de professores em todo o mundo. Além disso, oferece 1 milhão de dólares para o vencedor.

A professora jamaicana Keishia Thorpe foi a vencedora da edição de 2021. Ela foi selecionada entre mais de 8.000 indicações de 121 países.

Educadora há 17 anos, Keishia ensina inglês para alunos que estudam na International High School Langley Park, em Bladensburg, nos Estados Unidos. A maior parte dos estudantes é formada por imigrantes ou refugiados: mais de 85% têm origem hispânica e 95% são de baixa renda.

A professora se destacou pelo trabalho com turmas do que seria equivalente ao Ensino Médio no Brasil. Ela redesenhou o currículo de inglês para tornar a aprendizagem do idioma mais relevante para os alunos. A mudança resultou em uma melhoria de 40% na leitura realizada pelos alunos.

Global Teacher Award 

Com 10 anos de existência, o Global Teacher Award é um prêmio em educação de origem indiana. Seu objetivo é identificar professores, em todo o mundo, com práticas que contribuem para o desenvolvimento dos alunos e suas comunidades.

Paulo Magalhães, professor de Geografia da rede municipal de São Paulo, ganhou o prêmio este ano. Ele foi selecionado entre mais de 200 mil inscrições, vindas de 110 países.

O educador leciona na Escola Municipal Duque de Caxias, no bairro da Liberdade, em São Paulo. O projeto inscrito por ele é chamado de “Aula Pública”. Nessa iniciativa, ele leva os estudantes para conhecer diferentes locais do bairro, suas histórias e aproxima a escola da comunidade.

O projeto visa extrapolar os limites da sala de aula e leva as lições para a rua. Ainda na escola, o professor faz uma breve explicação do que o aluno irá encontrar fora da sala de aula. Em seguida, ele passeia com os estudantes pelos locais, contando sobre o território.

A iniciativa tem feito com que as crianças e adolescentes desenvolvam o pertencimento pelo lugar onde vivem.

 

Prêmio Escola Diversa 

O Prêmio Escola Diversa foi lançado em 2020. A proposta é dar visibilidade a iniciativas bem-sucedidas em escolas, que usam as diferenças e a diversidade para impulsionar a aprendizagem dos estudantes. O prêmio também reconhece o trabalho de escolas com ações em prol da equidade e pelo fim do bullying.

A Escola Municipal Carlos Drummond de Andrade, de Duque de Caxias (RJ), foi premiada em 2021. A unidade disputou o concurso com escolas de todo o Brasil. Ao todo, foram 412 inscrições.

O projeto vencedor foi o “Laços entre Nós”. A iniciativa dos alunos do 3º ano do Ensino Fundamental contou com o apoio da professora Vilma Soares. Acompanhando a rotina da escola, a educadora havia notado que os alunos precisavam de intervenção pedagógica para vencer o bullying. Depois, ela pensou em como melhorar as condições de leitura e escrita dos alunos, e incentivar a convivência entre todos, estreitando os laços de amizade.

Prêmio Meu Pátio é o Mundo 

O “Meu Pátio é o Mundo” é um prêmio em Educação realizado pela Organização Mundial para a Educação Pré-Escolar (OMEP) e pelo Investimento Social Arcor (ISA). O reconhecimento é voltado a instituições dedicadas à Atenção e Educação na Primeira Infância. Participam educadores do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai.

Em 2021, os projetos apresentados deveriam contemplar a produção de conhecimento em desenvolvimento sustentável que envolvessem as crianças.

O projeto “Exploradores da Cidade”, promovido pela Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Gabriel Prestes, de São Paulo, ganhou o 1º lugar. A ação leva as crianças a explorar a cidade e aprender além dos muros da escola.

Com a iniciativa, é possível contar com outros locais de aprendizagem e incentivar o protagonismo dos estudantes. Além disso, o projeto estimula a participação das famílias, da comunidade e dos educadores da unidade educacional.

Mais do que saídas para o espaço público, o “Exploradores da Cidade” é uma experiência de parceria e engajamento dos participantes com o que forma a cidade. Por meio dessas ações, o processo acontece a muitas mãos e resgata a cidade como espaço das infâncias.

 

Prêmio do Serviço Público da ONU 2021 

Promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Prêmio do Serviço Público das Nações Unidas é um reconhecimento internacional que prestigia a excelência do serviço público. Ele busca iniciativas e experiências inovadoras em apoio à realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Em 2021, o município de Jaboatão dos Guararapes (PE) foi o vencedor com o projeto “TV Escola Jaboatão”. A iniciativa faz parte do programa Jaboatão Prepara, voltado para alunos do 9º ano do Ensino Fundamental. Seu objetivo é prepará-los para os vestibulares das escolas técnicas estaduais e federais.

Por conta da pandemia, as aulas presenciais nas escolas do município foram substituídas pelas on-line. No entanto, devido à falta de computadores para a maioria dos alunos, a rede pública passou a adotar a TV Escola Jaboatão. Afinal, os alunos tinham TV em casa.

O trabalho foi desenvolvido quando a evasão escolar no Brasil atingiu 5 milhões de alunos, segundo dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em 2020.

O Prêmio do Serviço Público das Nações Unidas aconteceu em Dubai, nos Emirados Árabes. Entre os sete vencedores mundiais, Jaboatão dos Guararapes foi o único destaque de toda a América do Sul.

Prêmios em educação: 5 iniciativas de professores premiados em 2021
Prêmios em educação: 5 iniciativas de professores premiados em 2021