Saltar para o menu de navegação
Saltar para o menu de acessibilidade
Saltar para os conteúdos
Saltar para o rodapé
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

Confira no vídeo e no texto a história da EMEF Innovation, grupo ganhador da divisão regional de São Paulo no Technovation Challenge.

Quando o Technovation Challenge, maior competição internacional de empreendedorismo e tecnologia para meninas, chegou ao colégio EMEF José de Alcântara, onde a Joyce da Silva Santana, Vitória Candido dos Santos, Liliane Maria Fernandes de Oliveira Souza, Mirian Gomes e Brenda Paixão Guimarães estudavam, causou grande impacto, pois essas jovens viram nessa competição a possível chance de solucionarem um problema da comunidade que vivem, ainda que não conhecessem nada de programação.

Diariamente no caminho da escola, elas se deparavam com o descaso do lixo e sua disposição pelas calçadas, pois a coleta seletiva, que atendia prontamente a área nobre do bairro Real Parque, falhava na comunidade espremida por prédios de alto padrão. Esse problema local refletia uma questão de falta de apropriação. Os moradores da rua em que o lixo ficava espalhado, sentiam-se lesados com a falta da coleta de lixo então não cuidavam do espaço e nem reivindicavam seus direitos.

A escola notou o interesse das alunas na competição e que também estavam inseguras em participar desafio, então a coordenadora de operações Nathalia Goes passou a ajudar o grupo. Ela começou seu trabalho de orientação e acompanhamento, incentivando as meninas do EMEF Innovation a encararem esse desafio. Depois de um Hackday e apoio tanto de Nathalia, quanto da mentora Marina Neumann, as jovens encontraram no incômodo com o lixo de sua comunidade a força para o desenvolvimento de um aplicativo consciente. Cinco garotas que nunca haviam programado criaram o app Fazer a Diferença, onde o usuário pode saber detalhes sobre a coleta de lixo de seu bairro bem como formas de reciclar e reutilizar dejetos.

A recompensa de tanto esforço e de crescimento pessoal aconteceu na Final Regional de São Paulo, em abril desse ano. 21 colégios estaduais e particulares disputavam três vagas na semifinal, uma delas sendo para o Ensino Fundamental II, onde EMEF Innovation competia. A equipe vibrou com o primeiro lugar em sua divisão e, mesmo não conseguindo ir para a final em São Francisco, a vitória de ter seu aplicativo reconhecido já valeu a pena. “É incrível quando as meninas percebem que podem fazer coisas grandiosas! O Technovation Challenge quebra a barreira entre garotas e tecnologia, e elas podem seguir derrubando estereótipos”, diz Nathalia.

Você pode conhecer um pouco mais da história desse grupo de meninas no vídeo acima. E se você é aluna ou tem interesse em participar como mentor ou embaixador, as pré-inscrições do Technovation Challenge 2016 já estão abertas!

E só entrar no site e se inscrever:
http://www.technovationchallenge.org/brasil/

Programação para conscientizar
Programação para conscientizar