Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Novo Ensino Médio: primeiro itinerário de formação técnica e profissional em Ciência de Dados. Saiba mais

O naturalista britânico autor da obra “A origem das espécies” dedicou sua vida à ciência e contribuiu para o entendimento da evolução. Saiba mais sobre o legado de Darwin!

#Educação#Educadores

o legado de Charles Darwin para a sociedade

No dia 12 de fevereiro é celebrado o aniversário de Charles Darwin. Nascido na cidade de Shrewsbury, Inglaterra, em 1809, o pesquisador foi o grande responsável por convencer a comunidade científica sobre a evolução das espécies.

De origem abastada, tradicional e religiosa, Darwin sempre se mostrou interessado pela natureza e seus fenômenos: colecionava rochas, animais e amostras botânicas. Além disso, costumava realizar experimentos com o seu irmão Erasmus no laboratório de química montado pelos dois.

Iniciou o curso de Medicina na Universidade de Edimburgo, que mais tarde foi abandonado. Porém, foi durante esse período que aprendeu sobre taxidermia – a arte de montar ou reproduzir animais para exibição ou estudo – e as ideias básicas sobre evolução das espécies.

Suas pesquisas foram tão importantes para as ciências que, ainda hoje, norteiam estudiosos dos campos da antropologia e da biologia.

“A explicação da evolução por meio da seleção natural é a grande contribuição do Darwin. Ele não apenas escreveu essa teoria, como também chamou grandes especialistas de cada área da Biologia, na época, para buscar formas de demonstrar que a evolução ocorria por seleção natural. É uma teoria com um grande embasamento científico” revela Wellington Rodrigues de Matos, mestre em Ciências Biológicas e professor de Botânica no curso de Ciências Biológicas da Universidade do Grande Rio.

O homem que revolucionou a Biologia 

Enviado pelo pai à Christ’s College, em Cambridge para se tornar clérigo da igreja anglicana, conheceu John Stevens Henslow, um naturalista dedicado à botânica, e começou a se dedicar aos estudos das ciências naturais.

Foi Henslow também quem aconselhou Darwin a embarcar no navio HMS (Her Majesty Ship) Beagle para conhecer as florestas tropicais.

A viagem de cinco anos foi fundamental para que o pesquisador compreendesse a evolução e desenvolvesse as suas teorias. Além disso, a empreitada resultou também em diversos trabalhos sobre fauna e flora, além de contribuições  sobre a geologia dos lugares visitados.

“Ele revolucionou o pensamento científico mudando a forma como a gente via as ciências naturais. Existe a biologia antes de Darwin e depois de Darwin. Até hoje, quando um pesquisador vai trabalhar, seu trabalho é analisado com base nas teorias dele”, comenta Wellington.

A Teoria da Evolução 

Apesar da primeira versão de A origem das espécies ter sido escrita em 1842, a obra só foi publicada em 1859. O principal motivo do adiamento foram questões religiosas. Segundo Wellington, a Teoria da Evolução do Darwin mudou a sociedade anglicana na época.

“Em um tema que era tão controverso, ele propôs uma forma inovadora de explicar a evolução e mudou a maneira como os pesquisadores da época viam o surgimento das espécies”, afirma o professor.

Contribuições de Darwin 

O professor afirma também que a contribuição do Darwin para as nossas vidas está relacionada diretamente com questões científicas e culturais.

“As exposições e todas as divulgações sobre Darwin no Brasil são muito importantes, primeiramente por ele ter utilizado o Brasil como amostra para sua teoria. Tivemos uma passagem dele pelo país durante sua viagem de circum-navegação do globo. E também, para aproximar as pessoas das suas ideias que, apesar de terem sido publicadas há muito tempo, ainda são desconhecidas por grande parte da população”, conclui.

Após passagem pelo Museu Nacional de História Natural da França, a exposição interativa “Darwin, O Original” desembarca em solo brasileiro. Entre 5 de março e 11 de dezembro de 2022, será possível conferir as descobertas evolutivas do pesquisador e naturalista britânico no Sesc Interlagos, em São Paulo.

A exposição contará com uma sala chamada “Darwin e o Brasil”, onde o público terá acesso a outras eras geológicas brasileiras através de fósseis, rochas e arqueologia indígena, numa experiência inédita.

Qual é o legado de Charles Darwin para a sociedade?
Qual é o legado de Charles Darwin para a sociedade?