Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

O projeto Aula Fundação Telefônica (AFT) foi expandido para sete novas escolas paulistas com o objetivo de levar mais tecnologia de informação e comunicação.

Conheça o projeto Aula Fundação Telefônica

O projeto Aula Fundação Telefônica (AFT), que leva tecnologia de informação e comunicação a escolas onde estudam crianças beneficiadas pelo programa Pró-Menino, na linha de Combate ao Trabalho Infantil, foi expandido para sete novas escolas paulistas. Foram incluídas mais três unidades de ensino em Santos e quatro em Bauru. Além desses municípios, participam da iniciativa as cidades de Campinas, Hortolândia, Diadema, Bebedouro e Ourinhos, num total de 36 escolas e 21.666 alunos beneficiados no Estado de São Paulo.

Cada nova instituição de ensino envolvida no projeto recebeu  25 laptops educacionais, um notebook para o professor, servidor de arquivo, carrinho de recarga e equipamentos de rede sem fio, para conexão com a Internet. Os computadores destinados aos estudantes –do tipo classmates – são organizados em um kit que pode ser transportado e instalado em todos os ambientes da escola, permitindo sua integração com as diversas atividades propostas pelos professores das várias disciplinas, beneficiando todos os alunos.

Para a introdução das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) em sala de aula, o projeto oferece capacitação e apoio direto aos professores, com atividades presenciais e à distância por meio de um site chamado Canal Pró-Menino Brasil. Além disso, a Fundação Telefônica integrou ao projeto seu programa EducaRede, que acumula ampla experiência no uso pedagógico das TIC.

Formação e articulação

Entre os dias 25 e 26 de novembro, a Fundação Telefônica realizará, em Amparo, o Encontro Nacional de Dinamizadores por uma Educação Inovadora de Qualidade. O objetivo é proporcionar espaço de mobilização, formação e articulação entre as unidades educativas AFT. Os dinamizadores são um grupo de professores-referência das sete cidades que participam do projeto. Além deles, estarão no evento educadores e gestores das organizações envolvidas com os projetos de combate ao trabalho infantil da Fundação, num total de 110 pessoas.

O encontro pretende discutir o papel da escola na erradicação ao trabalho infantil, oferecendo elementos para o reconhecimento e o comprometimento de professores com a temática. Além disso, será debatido o potencial das TIC para promover a inovação no ensino e da aprendizagem em um contexto social de cultura digital. A ideia é tornar as aulas mais atrativas, a fim de contribuir para a permanência da criança na escola.

O AFT começou no Brasil em 2008, junto a 11 escolas paulistas; em 2009, foi expandido para mais dez e, em 2010, foram envolvidas mais 15 unidades de ensino. A iniciativa prevê, ainda, a criação de redes entre entidades que atuam na promoção e defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Em toda a América Latina, o Aula Fundação Telefônica vem sendo desenvolvido em 354 escolas, beneficiando 233.337 alunos e cerca de 12.000 professores.

Santos e Bauru já participavam do projeto, com quatro escolas cada. Nas duas cidades, 1.515 crianças dessas instituições de ensino são atendidas pelos projetos de combate ao trabalho infantil da Fundação Telefônica.

Escolas beneficiadas em Santos:
UME Osvaldo Bilac
UME José Bonifácio
UME Ayrton Senna

Escolas beneficiadas em Bauru:
EMEF Maria Chaparro
EMEF Waldomiro Fantini
EMEF Ivan Engler de Almeida
EMEF Lourdes de Oliveira Colnaghi

Sobre a Fundação Telefônica
A Fundação Telefônica gerencia a maior parte da Ação Social e Cultural do Grupo Telefônica no mundo, demonstrando seu compromisso com as sociedades junto às quais atua. A instituição está presente na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, México, Peru, Equador, El Salvador e Venezuela e também desenvolve programas junto a operadoras locais da Telefônica na Guatemala, Nicarágua, Panamá e Uruguai. No Brasil, foi criada em 1999 e atua para o desenvolvimento social, através da consolidação dos direitos das crianças e dos adolescentes. Desde o início de sua atuação, mais de 500 mil pessoas já foram beneficiadas direta ou indiretamente pelos projetos que desenvolve, por meio dos programas EducaRede,  Pró-Menino, Arte e Tecnologia e Voluntários Telefônica.
O post Sete novas escolas participam do projeto Aula Fundação Telefônica apareceu primeiro em Notícias da Fundação Telefônica.

Sete novas escolas participam do projeto Aula Fundação Telefônica
Sete novas escolas participam do projeto Aula Fundação Telefônica