Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedDias 19, 20 e 21 de outubro | Assista ao enlightED aqui!

As inscrições do programa, apoiado pela Fundação Telefônica Vivo, foram prorrogadas até 17 de abril.

O programa incentiva a criação de soluções sociais por meio da tecnologia e de novas mídias. Saiba como participar.

Se você enxerga problemas nas áreas de saúde e educação, quer ver as cidades e comunidades mais sustentáveis e descruza os braços para ajudar na resolução dessas questões, prepare-se. O Social Good Brasil Lab (SGB) é reconhecidamente o lugar certo para sugerir e aplicar iniciativas sociais por meio de tecnologias e novas mídias – e prorrogou suas inscrições até 17 de abril.

Depois de mais uma edição realizada com sucesso no ano passado, o SGB, que é apoiado pela Fundação Telefônica Vivo, segue na busca por empreendedores de todo o país. Basta ter uma ideia inovadora e vontade de por a mão na massa: a edição de 2016 já soma 250 inscritos de 18 estados – número que deve alcançar 350 pessoas até o dia 17.

As inscrições são gratuitas, porém as equipes selecionadas deverão pagar uma taxa de participação de R$ 800. Sem recursos financeiros? O SGB Lab oferece um programa de bolsas para que as melhores iniciativas consigam participar do programa. As despesas de hospedagem e alimentação ficam por conta do Social Good Brasil.

Os candidatos serão auxiliados a colocar seus projetos em prática, para que, das sugestões apresentadas, nasçam resultados sociais efetivos. Pessoas de todas as idades são bem-vindas no SGB (quem tem menos de 18 anos deve apresentar autorização dos responsáveis).

A participação no SGB 2016 pode ser individual ou em grupo. As inscrições devem seguir acompanhadas de um vídeo pessoal, que responda quatro questões em três minutos: Quem você é? O que você se orgulha de ter feito? Qual problema social você quer ajudar a resolver? Qual a sua ideia para resolver o problema?

Na segunda-feira, 25 de abril, serão selecionados os vídeos para a segunda etapa de seleção, que consiste em um desafio que será divulgado na quarta-feira, 27, dia do primeiro webinário (termo utilizado para descrever palestras ou seminários transmitidos ao vivo via internet). O encontro será disponibilizado aos inscritos por meio de um link na página oficial do evento. O desafio selecionará as equipes que formarão o Social Good Brasil 2016, com resultado final a ser divulgado em 27 de maio.

Durante o processo de imersão, que tem duração de quatro meses, os selecionados participam de encontros virtuais e presenciais, nos quais aprenderão metodologias como design thinking, startup enxuta e modelo de negócio canvas. As reuniões ao vivo acontecem em Florianópolis (SC), na Cidade Criativa Pedra Branca. Ali, os labbers (em tradução livre, participantes de laboratórios) poderão desenvolver suas ideias no bairro inovador, que concentra ocupação urbana e respeito ambiental.

Passada a etapa de encontros e desenvolvimento, as iniciativas finalistas mostrarão todo o potencial desenvolvido no Festival Social Good Brasil, nos dias 4 e 5 de novembro, também em Florianópolis. Durante o evento, com público presencial e online estimado em 10 mil pessoas, os labbers apresentam um pitch – uma apresentação rápida (cerca de cinco minutos) da ideia, mostrando o problema e como a iniciativa pretende resolvê-lo. Participe!

Social Good Brasil prorroga inscrições para empreendedores sociais de todas as regiões
Social Good Brasil prorroga inscrições para empreendedores sociais de todas as regiões