Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Novo Ensino Médio: primeiro itinerário de formação técnica e profissional em Ciência de Dados. Saiba mais

A prática da solidariedade é um gesto que ajuda a transformar vidas e ainda beneficia a quem se dispõe a apoiar outras pessoas

#ProgramadeVoluntariado#Voluntariado#VoluntariadoDigital

Imagem mostra três jovens em um local que parece ser um parque. Um dos jovens está segurando um vaso de flores e entregando para uma das jovens. A terceira jovem observa os dois jovens interagindo.

A solidariedade é considerada um gesto de empatia diante de questões sociais, educacionais e culturais que afetam a sociedade. Aliás a prática da solidariedade entre os brasileiros foi um dos fatores determinantes para que boa parte da população tivesse o que comer durante a pandemia. De acordo com levantamento feito pelo Instituto Data Favela, 92% dos moradores de comunidades só se alimentaram em 2021 porque receberam doações de alimentos.

Você sabia que quem contribui com o próximo também beneficia a si mesmo? Há pesquisas que comprovam os benefícios da solidariedade para a saúde mental e emocional, proporcionando melhora do humor e dos níveis de estresse. Além disso, o sentimento de satisfação após uma ação solidária ajuda a liberar endorfina e outras substâncias que proporcionam sensação de felicidade.

Em 2020, o Brasil melhorou 14 posições no Ranking Global de Solidariedade, conquistando o 54º lugar entre 114 nações. Os dados são da pesquisa World Giving Index 2021 (WGI), realizada pela Charities Aid Foundation (CAF).

Embora o país tenha evoluído nesse quesito, muito por conta dos efeitos da pandemia, ainda é preciso de mais engajamento para que mais pessoas lutem pelo bem comum. E esse empenho pode começar por você!

Nesse sentido, selecionamos exemplos de como é possível praticar a solidariedade e apoiar o próximo. Afinal, em 31 de janeiro é celebrado o Dia da Solidariedade e nada melhor do que aproveitar o início do ano para praticar esse gesto e dar início a uma forte corrente do bem. Inspire-se!

1- Solidariedade é mostrar-se presente

É comum associarmos a prática da solidariedade ao ato de fazer doações de alimentos, roupas ou mesmo doações financeiras às pessoas que precisam de ajuda. Entretanto, em muitos casos basta prestar um pouco de atenção para perceber que o apoio que alguém precisa vai além dos itens materiais. Há inúmeros exemplos de solidariedade.

Por exemplo, o isolamento social causado pela pandemia gerou ou mesmo agravou os quadros de depressão e ansiedade. Por esse motivo, é importante se mostrar presente e disponível às pessoas do seu convívio que estão sofrendo com algum desses problemas. Ouça o que ela tem a dizer e a incentive a buscar ajuda de um profissional. Afinal, o que é solidariedade para você? Neste ato de solidariedade, você estará sendo solidário com os seus amigos e familiares.

2- Dar sangue é solidariedade

Sabemos que não há época do ano certa para doar sangue. Afinal, os bancos de sangue de todo o país necessitam de doações a todo momento. Homens podem doar sangue até quatro vezes em um ano, enquanto mulheres podem doar até três vezes. A cada bolsa de sangue doada, quatro vidas podem ser salvas. É muita solidariedade em um único gesto. Nesse sentido, que tal se organizar para ajudar ao próximo por meio de uma forma simples e significativa como a doação de sangue?

Por conta da pandemia, os postos de coleta estão adaptados e seguem os protocolos de higiene necessários para evitar a transmissão da Covid-19. O uso de máscara é obrigatório e as mãos devem ser higienizadas com álcool em gel durante todas as etapas do procedimento. Além disso, alguns hemocentros realizam o agendamento de coletas para oferecer mais segurança ao doador. Um ótimo exemplo de solidariedade ao próximo.

3- Faça parte de um projeto social

Atuar como voluntário em um projeto social pode ser transformador. Há quem considere mágica a troca de experiências e dê o melhor de si em ações de solidariedade para retribuir à comunidade as oportunidades que a vida oferece.

Ainda mais que o trabalho voluntário pode ser praticado de diferentes maneiras. Não apenas em projetos que necessitam de envolvimento frequente do voluntário, durante todo o ano, como também em iniciativas que eventualmente precisam da participação de pessoas dispostas a colaborar. Por exemplo, os mutirões de arrecadação de alimentos para atender a uma situação emergencial.

Do mesmo modo, o voluntariado digital é uma prática que pode ser realizada por quem não tem muito tempo disponível, mas não abre mão de ser solidário e fazer o bem. Afinal, o voluntariado digital encurta distâncias, aproxima pessoas e potencializa o alcance de ações sociais.

4- Solidariedade é apoiar estudantes

A crise imposta pela pandemia fez com que as escolas fechassem suas portas, deixando milhares de estudantes sem aulas presenciais. O Ensino Remoto foi a solução encontrada às pressas pelas redes de ensino para garantir o acesso à aprendizagem, apesar de a tecnologia não estar disponível para todos os estudantes.

Uma forma de praticar a solidariedade neste início de ano é colaborar com estudantes que estão com dificuldade de aprendizagem. Por exemplo, se você domina algum conteúdo como matemática ou língua portuguesa, que tal oferecer aulas de reforço de maneira voluntária? De certo, compartilhar o seu conhecimento será um gesto muito valioso, principalmente para estudantes da rede pública.

5- Consuma de maneira consciente e faça doações

De acordo com levantamento feito pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Pessan), quase 20 milhões de brasileiros afirmam que passam períodos de 24 horas sem ter o que comer.

Nesse sentido, praticar o consumo consciente e evitar o desperdício de alimentos é mais do que urgente. Quando for ao supermercado, compre somente o que for necessário para o seu consumo.

Da mesma forma, se precisar comprar uma peça de roupa nova, faça circular o que está parado no seu guarda-roupa. Separe as peças que não usa mais e doe para quem precisa. Se tiver que comprar um celular novo, doe o seu aparelho antigo que está em bom funcionamento para um amigo ou conhecido que esteja precisando.

Solidariedade: 5 atitudes para começar o ano apoiando o próximo
Solidariedade: 5 atitudes para começar o ano apoiando o próximo