Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
ESTUDO ANALISA O IMPACTO DA PROGRAMAÇÃO NA EDUCAÇÃO, EMPREGABILIDADE E MERCADO DE TRABALHO.
BAIXE AQUI

Metaverso, crypto art e chatbots são algumas das tendências para a aplicação da tecnologia na educação. Confira a lista das inovações que devem ganhar força este ano

#Estudantes#Listas#TecnologiasDigitais

Imagem mostra a ilustração de uma moça sentada em uma espécie de “puff” na cor roxa. Ela usa óculos que parecem ser de realidade aumentada. Ao seu redor, há uma série de quadrados e objetos circulares “sobrevoando” o ambiente

Sem dúvida, o futuro da educação está sendo moldado pela tecnologia. Após a pandemia, inovações que eram esperadas para as próximas décadas foram aceleradas. Nos últimos anos, tendências como metaverso, realidade aumentada e programação se destacaram nos debates sobre o uso de tecnologia na educação.

Por exemplo, o Ensino Remoto possibilitou manter a aprendizagem dos alunos durante o período de isolamento social. Isto porque a utilização de recursos tecnológicos na educação se tornou indispensável para os sistemas de aprendizagem. Afinal, as ferramentas digitais possibilitam aprimorar a experiência do aluno e facilitar o trabalho dos profissionais da educação.

Selecionamos algumas das principais tecnologias que devem estar em evidência na educação em 2022. Confira a nossa lista!

1 – Metaverso: uma tendência para a educação

O metaverso é um mundo virtual em que é possível fazer as atividades que qualquer pessoa faz no mundo real. Por exemplo,  ir ao shopping, encontrar amigos, viajar, estudar e trabalhar. Para que a experiência no metaverso seja mais próxima da realidade, o usuário pode utilizar óculos de realidade aumentada, luvas sensoriais e até macacões sensoriais de corpo inteiro.

Esse novo ambiente integra a realidade on-line e off-line por meio de estratégias omnichannel.  Isto é, utilizando ferramentas para diminuir o espaço entre o ambiente físico e virtual. Além disso, tem o objetivo de aperfeiçoar a experiência do usuário. Sendo assim, no contexto da educação, ajuda a melhorar a aprendizagem do estudante.

Na escola, o metaverso permite a criação de cidades e ambientes que podem ser compartilhados entre os alunos como realidades paralelas. Dessa maneira, poderá ajudar a aumentar o interesse e participação nas atividades.

Outra vantagem é que o metaverso diminui distâncias. Ele oferece acesso remoto às pessoas, locais e instituições de ensino em qualquer lugar do mundo, sem a necessidade de deslocamento, aumentando a inclusão e diminuindo custos.

2 – Crypto art

A crypto art é uma arte digital colecionável e que tem edição limitada registrada criptograficamente com um token não fungível (NFT). Trata-se de uma espécie de selo, que não permite que um trabalho artístico seja reproduzido.  Em resumo, a crypto art possibilita que uma arte digital tenha a sua autenticidade provada.

Assim como acontece com as obras físicas de grandes artistas, disponíveis em museus. Com o registro criptográfico da obra, que não pode ser modificado, é possível provar a originalidade de um trabalho e agregar valor a ele.

Como resultado do crescimento da crypto art, artistas de diversas áreas passaram a produzir conteúdos com NFT. Dessa maneira, uma pessoa que adquire uma arte digital tem a garantia de que está comprando um arquivo com autenticação.

3 – Tecnologia na educação: programação e robótica

A programação e a robótica estão ganhando cada vez mais espaço entre as tecnologias educacionais. A programação surge como meio de motivar a capacidade de raciocínio lógico do estudante. Além disso, auxilia o aluno a encontrar soluções para diferentes problemas.

Por outro lado, a robótica  capaz de conectar o digital e o real no mesmo lugar. Através de máquinas inovadoras e interativas.

Nesse sentido, programação e robótica são responsáveis por estimular no estudante a curiosidade científica em disciplinas como matemática, engenharia, física e outras. Ademais, reforçam o potencial transformador da tecnologia na educação.

Só para ilustrar, a importância do ensino de programação e robótica já é comparada ao ensino de outras línguas, como o inglês e o espanhol.

4 – Realidade aumentada na educação

A realidade aumentada (RA) é o termo utilizado para a tecnologia que permite a interação entre ambientes virtuais e o mundo físico através do uso de um dispositivo. Os exemplos mais famosos do uso de RA fora do ambiente educacional são os filtros do Instagram e o jogo Pokemon Go.

Entretanto, o uso da realidade aumentada vem aumentando como recurso em escolas do mundo todo. Por meio dela, educadores podem melhorar os resultados de aprendizagem dos estudantes com maior interatividade e engajamento em sala de aula.

Por exemplo, quando o educador precisa explicar em aula sobre o Egito antigo, pode recorrer à internet para apresentar imagens e vídeos aos alunos.

Contudo, usando os recursos da realidade aumentada com um celular, o estudante poderá apontar para uma apostila e visualizar as pirâmides do Egito na sua frente. Aliás, com o uso da tecnologia, poderá até visitar o interior das pirâmides.

A RA ainda está evoluindo no Brasil, mas já se destaca como uma tendência do uso de tecnologia na educação.

5- Redes sociais também são tecnologia na educação

Assim como as redes sociais são populares no dia a dia de muita gente, elas também estão se tornando uma forma de usar tecnologia na educação.

Por meio delas, os estudantes podem acessar conteúdos direcionados pelos professores. Além disso, podem participar de fóruns, discutir temas vistos em sala de aula, interagir com outros alunos ou com um mediador em grupos on-line.

Nesse ambiente virtual de socialização, os professores são capazes de realizar novas formas de avaliação. Da mesma maneira, as redes sociais possibilitam aos educadores avaliar aptidões, curiosidades sobre temáticas específicas e aproximar o aluno de diferentes conteúdos educacionais.

6 – Chatbot

Chatbot é um termo originário do inglês, que significa “conversar com robô” (chat+Bot).

Ele é um software desenvolvido com a função de possibilitar a interação digitalizada, seja através de mensagem de texto ou de mensagens de voz.

Na educação, vem sendo utilizado no ensino à distância. Nesse sentido, auxilia professores e alunos no processo de aprendizagem e pode apoiar secretarias e gestores na administração de escolas e universidades.

Além disso, essa tecnologia pode ser implementada para estar presente no dia a dia dos alunos. Por exemplo, pelo chatbot podem ser esclarecidas dúvidas sobre conteúdos apresentados em sala de aula, disponibilizado material para estudos ou mesmo pode ser feita a correção e envio de atividades e tarefas.

Sendo de fácil criação, já existem plataformas gratuitas para criação de chatbots.

Continue acompanhando em nosso site os conteúdos sobre Educação e Tecnologia.

Tecnologia na educação: 6 tendências para acompanhar em 2022
Tecnologia na educação: 6 tendências para acompanhar em 2022