Saltar para o menu de navegação
Saltar para o rodapé
Saltar para os conteúdos
Saltar para o menu de acessibilidade
Logo EnlighTedRelembre aqui o enlightED 2021

Iniciativa de colaboradores da Vivo resultou em 10 contratações e na capacitação de pessoas atendidas pela ONG Inglês para Nossa Gente

#ProgramadeVoluntariado#Voluntariado

Imagem mostra três voluntários, sendo dois homens e uma mulher. Eles usam máscara e sorriem para a foto.

As transformações causadas pela pandemia ainda podem ser percebidas em toda a sociedade. Pessoas e organizações se mobilizam em ações de solidariedade neste momento de desafios. Segundo dados do Censo CBVE, em 2020 o voluntariado empresarial teve alta de 40%.

Uma iniciativa realizada pela área de Negócios da Vivo está possibilitando mais esperança para o futuro de pessoas da periferia da capital paulista. O projeto contempla workshops direcionados ao mercado de trabalho e ao universo das telecomunicações, além de ofertas de emprego.

“A ideia surgiu num bate-papo com o diretor de Serviços ao Cliente, André Maia. Falávamos sobre como poderíamos ajudar pessoas com menos oportunidades ou facilitar o acesso delas às vagas de emprego em empresas como a Vivo. E após o time da Centro Sul, responsável pelo pilar de Relacionamento, fazer um workshop com o time da Fundação Telefônica Vivo. Vimos o momento perfeito para unir esse desejo e realizar o projeto”, detalha Daniela Bernardi, Gerente Serviço ao Cliente.

A iniciativa dos colaboradores está beneficiando pessoas atendidas pelo projeto social Inglês para Nossa Gente (IPNG). Fundada pelo nigeriano Abbey Alabi, oferece aulas de inglês para crianças e adultos em regiões de vulnerabilidade em São Paulo. Atualmente, 600 pessoas estão inscritas e têm acesso a um novo idioma por meio das aulas dos “volunteachers” – como são chamados os professores voluntários.

Para colocar em prática a ideia da área de Negócios, sete colaboradores formaram um time de voluntários para coordenar o projeto.

“Fizemos vaquinha virtual para a compra de impressoras para a ONG e desenvolvemos treinamento sobre a História da Telecomunicação. Contamos com comitês para novas frentes de trabalho com a IPNG, para a contratação de colaboradores para a Vivo e nossa parceira Icomon, além de workshops sobre carreira e primeiro emprego”, detalha Daniela.

Os voluntários já estão preparando uma campanha de Natal para as crianças alunas da ONG.

Voluntariado empresarial possibilitando um novo futuro

Christian Goes, 44, conta que foi emocionante saber que havia conquistado uma vaga para trabalhar na Vivo. Ele foi aprovado no processo seletivo realizado com candidatos indicados pela IPNG, onde sua noiva estuda.

Senti um frio na barriga ao ler o e-mail e abracei minha família. Nos tempos em que vivemos, ter uma oportunidade como essa é uma forte emoção”, relata.

Ele trabalhava há dois anos como motorista de carro por aplicativo. Em novembro, irá começar em seu novo emprego. Alunos da ONG e familiares puderam concorrer às vagas.

“Os contratados pela Vivo e pela Icomon irão atuar na área Técnica, em campo e nos escritórios de serviço das empresas. Para o time do escritório de serviço, as ações serão focadas na qualidade da rede e atendimento aos clientes”, detalha Daniela.

As 10 pessoas beneficiadas pela IPNG, selecionadas pela ação de voluntariado empresarial para trabalhar na Vivo e na Icomon, participaram de workshops de qualificação. Nos encontros, foram abordados temas como telecomunicações, fibra óptica, IoT e casas conectadas.

Outros encontros com foco em qualificação e inserção no mercado de trabalho estão sendo realizados nos 18 pontos de atendimento da ONG. “O projeto beneficia crianças, jovens e adultos 50+, estando ou não atuantes no mercado de trabalho. Também divulgamos vagas abertas que possuímos na empresa”, explica a colaboradora.

De acordo com Abbey, fundador da Inglês para Nossa Gente, o apoio que essas pessoas estão recebendo será importante para que tenham novas oportunidades.

“Foi a primeira vez que tivemos esse tipo de apoio com oferta de trabalho. Essas pessoas vão poder trabalhar em uma grande empresa, abrir suas mentes e sair de uma situação desconfortável. Vão poder sonhar com uma vida melhor”, afirma.

Para Christian, o trabalho na Vivo representará uma mudança de vida. “Minhas expectativas são as melhores possíveis. Estar em uma grande empresa será uma oportunidade de mudança de vida. Estou muito agradecido por toda atenção que recebi desde o momento da seleção”, conclui.

Voluntários oferecem aulas de inglês para crianças e adultos em periferias de São Paulo
Voluntários oferecem aulas de inglês para crianças e adultos em periferias de São Paulo